2005
DOI: 10.1590/s1414-98932005000300003
| View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Embora a Psicologia organizacional e do trabalho seja a segunda área de escolha de exercício profissional, os cursos de Psicologia, na sua maioria, ainda não a contemplam em toda a sua complexidade e dinâmica de transformação. Com isso, fortalecem-se esquemas cognitivos que representam esse campo de atuação profissional de forma limitada. O objetivo deste estudo foi o de caracterizar a imagem da Psicologia organizacional entre os estudantes de Psicologia e avaliar o impacto de uma experiência acadêmica sobre a… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1

Citation Types

0
0
0
2

Year Published

2009
2009
2021
2021

Publication Types

Select...
3
1

Relationship

0
4

Authors

Journals

citations
Cited by 4 publications
(2 citation statements)
references
References 2 publications
0
0
0
2
Order By: Relevance
“…Segundo Bastos (2005), tais modificações demandam a reestruturação dos papéis dos profissionais inseridos nestes espaços. Tendo em mente que o local de trabalho é produtor de subjetividade e adoecimento e, que as dinâmicas de liderança, gestão e relações nas organizações são delicadas, percebe-se a necessidade de um olhar diferencial nesses ambientes.…”
Section: Resultsunclassified
“…Segundo Bastos (2005), tais modificações demandam a reestruturação dos papéis dos profissionais inseridos nestes espaços. Tendo em mente que o local de trabalho é produtor de subjetividade e adoecimento e, que as dinâmicas de liderança, gestão e relações nas organizações são delicadas, percebe-se a necessidade de um olhar diferencial nesses ambientes.…”
Section: Resultsunclassified
“…Durante a análise dos artigos publicados, foi possível visualizar uma mudança no foco das produções de conhecimento na área. Os primeiros artigos voltavam-se a estrutura, processos e valores organizacionais (Bastos, Morais, Santos, & Faria, 2005), e, posteriormente, passa-se à preocupação com escolha profissional (Dias & Soares, 2007), trabalho e trabalhador (Tubino, Pedruzzi-Reis & Silva, 2009), com foco na questão do adoecimento do trabalhador na relação com o trabalho (Gondim & Borges-Andrade, 2009) e desemprego (Wickert, 2006). Além disso, emerge a temática da inclusão da pessoa com deficiência (Carvalho-Freitas & Marques, 2009) no universo do trabalho.…”
Section: Núcleos Teórico/conceitual E Formação/ Atuação Profissionalunclassified