2008
DOI: 10.1590/s0102-311x2008001600007
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Profile of cocaine and crack users in Brazil

Abstract: This article aims to systematize the profile of cocaine and crack users in Brazil. The study adopted a literature review of the MEDLINE, LILACS, Cochrane Library databases and CAPES thesis/dissertation database. Data were grouped in thematic categories: national household surveys, surveys of specific population groups, profile of patients that seek treatment, and mortality and morbidity. Within each category the principal findings from the Brazilian literature were described and then discussed. The article con… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2

Citation Types

7
100
2
103

Year Published

2008
2008
2021
2021

Publication Types

Select...
7
1

Relationship

0
8

Authors

Journals

citations
Cited by 191 publications
(212 citation statements)
references
References 33 publications
(42 reference statements)
7
100
2
103
Order By: Relevance
“…Resta saber se no Brasil o fenômeno se repetirá ou se ocorrerá uma epidemia de maiores proporções. Em 2008, foi publicada uma revisão sobre o perfil dos usuários de crack brasileiro, confirmando que realmente a maior parte dos usuários ainda é jovem, de baixa renda e do sexo masculino 8 . O uso de crack nas classes mais altas, muitas vezes, poderia estar associado a comorbidades psiquiátricas, como os transtornos de personalidade e os de humor.…”
unclassified
“…Resta saber se no Brasil o fenômeno se repetirá ou se ocorrerá uma epidemia de maiores proporções. Em 2008, foi publicada uma revisão sobre o perfil dos usuários de crack brasileiro, confirmando que realmente a maior parte dos usuários ainda é jovem, de baixa renda e do sexo masculino 8 . O uso de crack nas classes mais altas, muitas vezes, poderia estar associado a comorbidades psiquiátricas, como os transtornos de personalidade e os de humor.…”
unclassified
“…Já existem estudos brasileiros a respeito dessa questão (7)(8)(9)(10) . A introdução do crack no Rio de Janeiro, indicada em jornais e noticiários (11)(12) Estudos apontam que os usuários de crack constituem grupo distinto entre os usuários de drogas (9)(10) , de características próprias, que necessitam de abordagem especial, devido ao acelerado processo de deterioração física e psíquica a que estão sujeitos (7,9,13) .…”
Section: Introductionunclassified
“…O perfil desses pacientes é semelhante ao encontrado por outros estudos com usuários de crack (7,(9)(10)(14)(15)(16) .…”
Section: Introductionunclassified
“…Além das pesquisas com diferentes populações, as implicações econômicas também têm sido discutidas, considerando que o uso de drogas é um problema de saúde pública e apresenta um grande impacto econômico à sociedade (Moraes, Campos, Figlie, Laranjeira, & Ferraz, 2006). Outros focos importantes de estudos têm sido o perfil dos usuários (Carlini et al, 2007;Duailibi, Ribeiro, & Laranjeira, 2008;Horta, Horta, Rosset, & Horta, 2011;Nappo, Galduróz, & Noto, 1996;Oliveira & Nappo, 2008) e as diferentes formas de tratamento (Carrol, 2004;Carrol et al, 1994;Focchi, Leite, Laranjeira, & Andrade, 2001;Karila et al, 2011;Rangé & Marlatt, 2008).…”
unclassified
“…Dentre as comorbidades psiquiátricas mais comumente encontradas entre os dependentes químicos destacam-se os transtornos depressivos e ansiosos e os transtornos de personalidade (Duailibi et al, 2008;Filho, Turchi, Laranjeira, & Castelo, 2003;Scheffer et al, 2010;Strain, 2002). Dados do Epidemiologic Catchment Area (ECA) Study (Regier & cols., 1990) Ainda no que se refere às comorbidades psiquiátricas em dependentes químicos, há evidências de que estão associadas ao aumento da agressividade, de recaídas e de suicídio (Alves et al, 2004;Demetrovics, 2009).…”
unclassified