2017
DOI: 10.20396/etd.v19i1.8647792
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

OCUPATUDORS: socialização política entre jovens estudantes nas ocupações de escolas no Rio Grande do Sul

Abstract: RESUMOO artigo analisa as ocupações realizadas nas escolas do estado do Rio Grande do Sul, no ano de 2016, e tem por objetivo identificar quais são as variáveis significativas para a construção do processo de socialização política dos estudantes envolvidos. A pesquisa foi realizada nos municípios de Pelotas e Rio Grande, mediante realização de nove grupos de discussão com estudantes que fizeram parte das ocupações, além da aplicação de cinquenta e seis questionários semiestruturados. Verificou-se que o process… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3

Citation Types

0
0
0
3

Year Published

2018
2018
2020
2020

Publication Types

Select...
4

Relationship

1
3

Authors

Journals

citations
Cited by 4 publications
(3 citation statements)
references
References 11 publications
(2 reference statements)
0
0
0
3
Order By: Relevance
“…Em 2015, José Ivo Sartori (Movimento Democrático Brasileiro -MDB) assumiu o governo do Estado defendendo posturas rígidas de ajuste fiscal, por meio da redução nos recursos repassados à área social, especialmente a educação. Entre as ações, a proposição de um programa de privatizações, a extinção de secretarias e fundações e o parcelamento do salário do funcionalismo público (Severo;Segundo, 2017). Houve um sucateamento das escolas estaduais, com infraestrutura deficiente, reincidentes ausências de docentes, problemas com a merenda e o transporte escolar (Ferreira, 2017;Coelho, 2019).…”
Section: Introductionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Em 2015, José Ivo Sartori (Movimento Democrático Brasileiro -MDB) assumiu o governo do Estado defendendo posturas rígidas de ajuste fiscal, por meio da redução nos recursos repassados à área social, especialmente a educação. Entre as ações, a proposição de um programa de privatizações, a extinção de secretarias e fundações e o parcelamento do salário do funcionalismo público (Severo;Segundo, 2017). Houve um sucateamento das escolas estaduais, com infraestrutura deficiente, reincidentes ausências de docentes, problemas com a merenda e o transporte escolar (Ferreira, 2017;Coelho, 2019).…”
Section: Introductionunclassified
“…Mas também foi forte na capital, envolvendo 57% das escolas públicas de Ensino Médio (41 escolas) (Costa;Santos, 2017). A literatura evidencia que, em várias escolas, houve apoio mútuo entre ocupas e docentes em greve, e em algumas escolas a paralisação completa das aulas só foi possível com a ocupação estudantil (Severo;Segundo, 2017).…”
Section: Introductionunclassified
“…Até o mês de julho, foram mais de 150 escolas ocupadas em todas as regiões. 1 Inicialmente, as motivações giraram em torno do apoio aos professores, naquele momento em forte mobilização; pela retirada de projetos de leis, entendidos como nocivos, em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (ALERS); e devido à falta de investimentos financeiros em educação por parte do governo do estado, o que impactou fortemente no cotidiano escolar em virtude da precarização da estrutura de ensino como um todo (CATTANI, 2017;SEVERO;SAN SEGUNDO, 2017).…”
Section: Introductionunclassified