2011
DOI: 10.5935/1678-9741.20110022
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Fisioterapia respiratória no pré e pós-operatório de cirurgia de revascularização do miocárdio

Abstract: The cardiovascular diseases are among the main death causes in the developed world. They have been increasing epidemically in the developing countries. In spite of several alternatives for the treatment of the coronary artery disease; the surgery of the myocardial revascularization is an option with proper indications of medium and long-term with good results. It provides the remission of the angina symptoms contributing to the increase of the expectation and improvement of the life quality. Most of patients u… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
2
1

Citation Types

0
15
0
32

Year Published

2012
2012
2024
2024

Publication Types

Select...
5
2
1

Relationship

0
8

Authors

Journals

citations
Cited by 68 publications
(47 citation statements)
references
References 12 publications
0
15
0
32
Order By: Relevance
“…Respiratory therapy is an integral part in managing the care of cardiac patients, both in pre-and postoperatively, it contributes significantly to better prognosis, acting preoperatively (Pre-op) with techniques aimed at the preventing pulmonary complications, and postoperatively, with hygiene and pulmonary expansion maneuvers [7].…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%
“…Respiratory therapy is an integral part in managing the care of cardiac patients, both in pre-and postoperatively, it contributes significantly to better prognosis, acting preoperatively (Pre-op) with techniques aimed at the preventing pulmonary complications, and postoperatively, with hygiene and pulmonary expansion maneuvers [7].…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%
“…Já as principais causas de morte nos países em desenvolvimento ou desenvolvidos, em 2009, são responsáveis por 28,7% e 26,6% respectivamente 10 . As complicações pulmonares são muito comuns em pacientes submetidos às cirurgias cardíacas, essas disfunções pulmonares acarretam redução importante dos volumes pulmonares, como diminuição da Capacidade Vital (CV), da Capacidade Pulmonar Total (CPT), da complacência pulmonar, da Capacidade Residual Funcional (CRF) e do Volume Corrente (VC) 11 . A maioria dos pacientes no pós-operatório cardíaco apresentam suas complacências pulmonares diminuídas.…”
Section: Discussionunclassified
“…No entanto, as cirurgias realizadas com CEC tem demostrado a diminuição da função pulmonar, potencialização da lesão, além do surgimento de complicações pulmonares no pós-operatório 4 . Essas disfunções respiratórias, em sua maioria, resultam em diminuição das capacidades e volumes pulmonares e alteração da mecânica respiratória, acompanhadas por alteração nas trocas gasosas, aumento de shunt, possíveis atelectasias, dispnéia, aparecimento de pneumotórax, dentre outras complicações 5 . Diante disso, a fisioterapia no paciente submetido à cirurgia cardíaca é essencial para reverter o quadro das disfunções pulmonares, com objetivo de melhorar a mecânica respiratória, reexpansão pulmonar e higiene brônquica, incluindo a aplicação de ventilação mecânica não invasiva (VMNI) 6 .…”
Section: Introductionunclassified
“…KEY WORDS: Thoracic Surgery; Physiotherapy; Noninvasive Ventilation; Heart Rate INTRODUÇÃO As doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte no mundo apesar do avanço tecnológico das técnicas cirúrgicas nas últimas décadas (CAVENAGHI et al, 2011). A cirurgia cardíaca (CC) constitui-se em um procedimento cirúrgico no qual os fatores de risco envolvidos são responsáveis por diversas complicações cardiorrespiratórias no pós-operatório, com prejuízo da função autonômica cardíaca indicada pela variabilidade da frequência cardíaca (FC) (THOURANI et al, 2017;MATEOS-PAÑERO et al, 2017).…”
Section: Effect Of Non-invasive Ventilation On Myocardial Demand In Punclassified
“…As complicações pulmonares decorrentes das CC têm origem multifatorial, envolvendo a ativação de vias inflamatórias e oxidativas que se manifestam desde o desenvolvimento de atelectasias a um quadro de insuficiência respiratória severa, com redução dos volumes pulmonares e das trocas gasosas (CAVENAGHI et al, 2011). Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) são utilizados diversos recursos para diminuir o risco de complicações pós-operatória, como a ventilação por pressão positiva não invasiva, utilizada na cirurgia torácica para diminuir o estresse na linha da sutura cirúrgica, bem como para evitar a exacerbação das fístulas bronco pulmonares (BRAINARD et al, 2017).…”
Section: Effect Of Non-invasive Ventilation On Myocardial Demand In Punclassified