DOI: 10.11606/d.48.2014.tde-09122014-122559
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

"Faz sentido?" - práticas docentes no ensino médio na disciplina sociologia: um estudo na rede pública do estado de São Paulo

Abstract: AgradecimentosÀ minha orientadora, Profª Drª Márcia Gobbi, pela parceria e confiança no desenvolvimento deste trabalho, sempre cultivando em mim outro olhar para a pesquisa.Ao professor Amaury Moraes e à professora Dirce Djanira Pacheco e Zan, pela leitura e sugestões feitas no momento da qualificação, e à professora Claudia Galian, pelas sugestões feitas momentos depois.À professora Kelli e ao professor Lenine, que gentilmente permitiram minha presença dentro da sala de aula, sempre dispostos a responder minh… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
0
0
4

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(4 citation statements)
references
References 1 publication
0
0
0
4
Order By: Relevance
“…Por um lado, parecia que estávamos sendo formados para vivenciarmos a condição de desempregados ou de trabalhadores intermitentes e precários, em um contexto social em que prevalecia a desestruturação do mercado, o crescimento da precarização do mundo do trabalho e do desemprego entre jovens e mulheres, escolarizados ou não. (LENNERT, 2009, p. 02) Desse modo, o estudo de Lennert (2009) Nesse sentido, as condições de trabalho do professor de Sociologia foi objeto de vários estudos (ERAS, 2006;LENNERT, 2009;ROSA, 2009;ZANARDI, 2009;ALMEIDA, C., 2013;LEITE, 2014;FUENTES, 2015;SOBRAL, 2015;SOUSA, 2012).…”
Section: Formar Para a Cidadania E Consciência Críticaunclassified
See 2 more Smart Citations
“…Por um lado, parecia que estávamos sendo formados para vivenciarmos a condição de desempregados ou de trabalhadores intermitentes e precários, em um contexto social em que prevalecia a desestruturação do mercado, o crescimento da precarização do mundo do trabalho e do desemprego entre jovens e mulheres, escolarizados ou não. (LENNERT, 2009, p. 02) Desse modo, o estudo de Lennert (2009) Nesse sentido, as condições de trabalho do professor de Sociologia foi objeto de vários estudos (ERAS, 2006;LENNERT, 2009;ROSA, 2009;ZANARDI, 2009;ALMEIDA, C., 2013;LEITE, 2014;FUENTES, 2015;SOBRAL, 2015;SOUSA, 2012).…”
Section: Formar Para a Cidadania E Consciência Críticaunclassified
“…Neste sentido, a apreensão de uma disciplina escolar requer a compreensão dos agentes que "vivem e falam desse conhecimento" (VIÑAO FRAGO, 2008, p. 198 Como analisado na primeira parte do presente estudo, as pesquisas precedentes associam as condições de trabalho docente com os conceitos de flexibilização, precarização e proletarização. As análises indicam que as precárias condições de trabalho existentes nas escolas têm conduzido os professores habilitados a desistirem da carreira, constituindo um obstáculo para a consolidação do ensino de Sociologia 54 (ERAS, 2006;LENNERT, 2009;ROSA, 2009;ZANARDI, 2009;ALMEIDA, C., 2013;LEITE, 2014;FUENTES, 2015;SOBRAL, 2015;SOUSA, 2012 1 2 3 1 2 3 1 2 3 1 2 3 1 2 3 1 2 3 1 2 3 1 2 3 1 2 3 1 2 3 Diurno 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 Noturn o 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 1 2 2 1 2 2 1 2 2 1 2 2 1 2 2 1 2 2 1 2 EJA 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 1 1 1 Cabe ressaltar que a alocação dos professores na rede estadual paulista é feita a partir de uma racionalidade burocrática que os hierarquiza a partir de um sistema de pontuação nos concursos, tempo de serviço e formações complementares. Deste modo, os professores com maior pontuação tendem a se direcionar para escolas menos problemáticas de acordo com conveniências pessoais ligadas principalmente com a proximidade do local de moradia e da possibilidade de se manterem em uma única escola.…”
Section: Assim Os Documentos Curriculares Se Relacionam Com Os Conteunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Os resultados das diversas pesquisas apontam similaridades na condição do professor de Sociologia ao redor do país, apesar das diferenças e desigualdades regionais. Ressaltam um processo de precarização do trabalho docente de forma geral que se soma às questões próprias da Sociologia, como a formação inicial voltada para a pesquisa e não para a docência, poucos materiais didáticos, carga horária insuficiente (o que leva também a um acúmulo de turmas com poucas aulas) e a própria trajetória da disciplina no currículo oficial, o que gera instabilidade e insegurança, conforme ressalta Leite (2014):…”
Section: Docentes Na Construção Do Currículo De Sociologiaunclassified