volume 9, issue 2, P515-540 2001
DOI: 10.1590/s0104-026x2001000200011
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: ResumoUma análise das políticas educacionais brasileiras contemporâneas da perspectiva de gênero teria, sem dúvida, que incidir sobre as reformas educacionais que vêm sendo implantadas desde a década de 1990. Essas reformas enquadram-se no modelo atual de políticas sociais neoliberais, procurando responder a um enorme desafio: obter ganhos de qualidade e ao mesmo tempo procurar restringir o uso dos recursos públicos. Tais reformas não são particulares ao Brasil e à América Latina, configurando, ao contrário, …

Expand abstract

Search citation statements

Order By: Relevance

Citation Types

1
7
0
62

Paper Sections

0
0
0
0
0

Publication Types

0
0
0
0

Relationship

0
0

Authors

Journals