2009
DOI: 10.1590/s0103-73312009000300005
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Da impotência à disfunção erétil: destinos da medicalização da sexualidade

Abstract: Este artigo retrata a história recente da transformação do conceito da impotência, como desordem psicossexual, em disfunção erétil, considerada como uma doença de etiologia principalmente orgânica. Demonstra sucessivamente como a impotência masculina constituiu uma abrangência global de todo o ciclo da resposta sexual, e ainda, uma violação da identidade e da autoimagem; como o relacionamento entre casais se transformou progressivamente em dificuldade e como a falta de um órgão claramente circunscrito pode ser… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
3
0
10

Year Published

2013
2013
2021
2021

Publication Types

Select...
8

Relationship

0
8

Authors

Journals

citations
Cited by 15 publications
(13 citation statements)
references
References 19 publications
(13 reference statements)
0
3
0
10
Order By: Relevance
“…As outras questões da sexualidade não são passíveis de serem conversadas numa consulta médica que tem como finalidade a habilitação para a cirurgia de vasectomia. Uma redução da sexualidade masculina à penetração, ou à norma anatômico-fisiológica da ereção (ROHDEN, 2009), que ganhou novos contornos com o advento do Viagra (ROHDEN, 2009;CARRARA;FARO;RUSSO, 2009;GIAMI, 2009). Nesse sentido, trata-se também de desconsiderar a noção de integralidade em saúde.…”
Section: Considerações Iniciais Sobre As Ações Investigadasunclassified
“…As outras questões da sexualidade não são passíveis de serem conversadas numa consulta médica que tem como finalidade a habilitação para a cirurgia de vasectomia. Uma redução da sexualidade masculina à penetração, ou à norma anatômico-fisiológica da ereção (ROHDEN, 2009), que ganhou novos contornos com o advento do Viagra (ROHDEN, 2009;CARRARA;FARO;RUSSO, 2009;GIAMI, 2009). Nesse sentido, trata-se também de desconsiderar a noção de integralidade em saúde.…”
Section: Considerações Iniciais Sobre As Ações Investigadasunclassified
“…This seems to be part of a movement designed to shed any negative connotations they may have had, while broadening the diagnostic spectrum and thereby the consumer market in a process that is not unlike when "sexual impotence" was replaced by "erectile dysfunction" 14,15 .…”
Section: Medicalization Hormones and Male Ageing: A Brief Reflectionmentioning
confidence: 99%
“…Para a determinação do grau da DE foi utilizada a soma das questões 1, 2, 3, 4, 5 e 15. Classificadas em cinco categorias: ausência (26-30), suave (22)(23)(24)(25), suave para moderada (17-21), moderada (11-16) e severa (6)(7)(8)(9)(10) O nível de AF dos participantes do estudo é apresentado na tabela 3, onde é possível observar que a maioria dos idosos são classificados como SA (n=81), com destaque para aqueles com DE (n=46). Dentre os idosos que possuem DE, quando categorizados de acordo com a severidade da doença, a maioria é classificada como SA, sendo n=28 da categoria severa, n=13 da moderada e n=5 da suave.…”
Section: Métodosunclassified
“…Apesar de não acarretar risco de vida, a DE pode afetar o relacionamento interpessoal, comprometer o bem-estar e a qualidade de vida (QV) masculina 3 . Atualmente é possível observar avanços farmacoló-gicos e cirúrgicos no tratamento da DE, o que desperta crescente interesse na população em geral e profissionais da saúde, gerando maior demanda de serviços clí-nicos especializados 6 . Entretanto, a literatura demonstra que além de tais métodos interventivos, a prática de atividade física (AF) tem sido apontada como tratamento importante para esta disfunção [7][8] .…”
Section: Introductionunclassified