2004
DOI: 10.1590/s1413-73722004000100003
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Comunicação do diagnóstico: implicações no tratamento de adolescentes doentes crônicos

Abstract: Carolina Gasperin ae RESUMO. O estudo descreve, interpreta e discute aspectos comunicativos presentes na relação médico-paciente no atendimento de adolescentes portadores de doenças orgânicas crônicas. Foram entrevistados 15 médicos (generalistas e especialistas), 18 adolescentes portadores de doenças crônicas (13 com fibrose cística e cinco com outras doenças), 16 mães, e dois pais. As entrevistas semi-estruturadas foram gravadas, transcritas e analisadas segundo os três passos característicos da análise feno… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
0
0
15

Year Published

2010
2010
2018
2018

Publication Types

Select...
5
2

Relationship

0
7

Authors

Journals

citations
Cited by 13 publications
(15 citation statements)
references
References 16 publications
(21 reference statements)
0
0
0
15
Order By: Relevance
“…O conceito também está algumas vezes relacionado a internamentos, acidentes, agravamento de situação de saúde e perda da capacidade física. 2,[9][10][11] Nosso estudo apresentou a mesma percepção, uma vez que a má notícia foi relacionada às doenças que apresentam prevalência considerável no Brasil, como HAS (18,00%) e DM (20,00%). Outras associações verificadas foram: diagnóstico de câncer (7,97%), falha de tratamento curativo (1,59%), morte de familiar/amigo (17,73%), diagnóstico de câncer em familiar (8,57%), falha no tratamento curativo de familiar (2,99%), diagnóstico de doença incurável (18,92%) e 41,23% por outros fatores (sendo 28,50% relacionados à cirurgia).…”
Section: Discussionunclassified
“…O conceito também está algumas vezes relacionado a internamentos, acidentes, agravamento de situação de saúde e perda da capacidade física. 2,[9][10][11] Nosso estudo apresentou a mesma percepção, uma vez que a má notícia foi relacionada às doenças que apresentam prevalência considerável no Brasil, como HAS (18,00%) e DM (20,00%). Outras associações verificadas foram: diagnóstico de câncer (7,97%), falha de tratamento curativo (1,59%), morte de familiar/amigo (17,73%), diagnóstico de câncer em familiar (8,57%), falha no tratamento curativo de familiar (2,99%), diagnóstico de doença incurável (18,92%) e 41,23% por outros fatores (sendo 28,50% relacionados à cirurgia).…”
Section: Discussionunclassified
“…A identificação do diagnóstico é difícil e demorada, são necessárias idas a vários serviços, muitas consultas e exames até que, por fim, o paciente seja encaminhado para uma equipe especializada 16 .…”
Section: (E8 Mãe)unclassified
“…Desta forma, para que a equipe de saúde, em particular os médicos, alcançar uma comunicação efetiva deve avaliar o conhecimento do paciente e da família, avaliar suas dúvidas e questões, ser empática, falar pausadamente e utilizar linguagem clara e objetiva, dizer a verdade, estar atenta aos comportamentos não-verbais, conhecer os valores espirituais, culturais e a rede de apoio social do paciente e da família e, estar preparada para manejar as reações dos paciente e familiares ao receberem a comunicação de más notícias (MALDONADO;CANELLA, 2009;SILVA, 2003;TRAVALINE;RUCHINSKAS;DÁLONZO, 2005;). Ainda, Bascuñán (2005) Estudos nacionais (ARMELIN et al, 2005;MARCON, 2003;MEDEIROS, 2007;OLIVEIRA et al, 2004) (LEVETOWN et al, 2008).…”
Section: Local Do Estudounclassified