2003
DOI: 10.1590/s0100-67622003000600008
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Composição florística de dois trechos em diferentes etapas serais de uma floresta estacional semidecidual em Viçosa, Minas Gerais

Abstract: O presente estudo foi desenvolvido em dois trechos de floresta semidecídua, com diferentes estádios de sucessão secundária, localizada no município de Viçosa-MG, objetivando verificar variações qualitativas na composição florística. Foram demarcadas, em cada trecho, dez parcelas de 10 x 20 m, nas quais foram inventariados todos os indivíduos lenhosos com circunferência à altura de 130 cm do solo maior ou igual a 5 cm. A similaridade florística entre as parcelas foi avaliada por meio de análise de agrupamentos,… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
7
0
36

Year Published

2007
2007
2016
2016

Publication Types

Select...
8

Relationship

1
7

Authors

Journals

citations
Cited by 51 publications
(43 citation statements)
references
References 5 publications
(6 reference statements)
0
7
0
36
Order By: Relevance
“…Representantes das famílias encontradas neste trabalho foram coletados em outros levantamentos florísticos na região de Viçosa por Marangon et al (2003), Meira-Neto e Martins (2003), Ribas et al (2003) e Silva et al (2004ab) como potenciais recursos poliníferos para A. mellifera, principalmente as famílias Asteraceae, Fabaceae, Myrtaceae e Bignoniaceae.…”
Section: Discussionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Representantes das famílias encontradas neste trabalho foram coletados em outros levantamentos florísticos na região de Viçosa por Marangon et al (2003), Meira-Neto e Martins (2003), Ribas et al (2003) e Silva et al (2004ab) como potenciais recursos poliníferos para A. mellifera, principalmente as famílias Asteraceae, Fabaceae, Myrtaceae e Bignoniaceae.…”
Section: Discussionunclassified
“…A identificação dos tipos polínicos foi baseada, principalmente, na coleção de referência de lâminas de microscopia com pólen das plantas floridas da região de estudo, assim como em catálogos especializados em morfologia polínica de espécies de diversas floras (SALGADO-LABOURIAU, 1973;MELHEM et al, 1984;ROUBIK;MORENO, 1991).…”
Section: Methodsunclassified
“…O avanço do processo sucessional proporciona aumento da riqueza e diversidade de espécies, do percentual de espécies zoocóricas e tolerantes à sombra, assim como dos atributos físicos da floresta, como área basal e volume. Portanto, o menor número de famílias e espécies observadas no fragmento inicial, em comparação com o fragmento médio, corrobora a tendência verificada em várias florestas tropicais do Brasil (RIBAS et al, 2003 Sendo 1: Categoria sucessional, com P = pioneiras (pioneira + secundárias iniciais), NP = não pioneiras (secundárias tardias + climácicas) e nc = não caracterizadas; 2: Ntr (ind.) = Total (ambos fragmentos) de indivíduos resgatados, Ntr (%) = Percentagem do total de indivíduos resgatados, Ntv (ind.)…”
Section: Tabela 1 -Famílias E Espécies De Indivíduos Arbustivo-arbóreunclassified
“…Rubiaceae e Annonaceae têm assumido grande importância (PAULA et al, 2002;RIBAS et al, 2003;MARANGON et al, 2003;SILVA et al, 2003;SILVA et al, 2004a). A presença da família Lauraceae entre as de maior valor de importância na floresta madura caracteriza o estado mais avançado da sucessão nesse trecho de floresta, uma vez que esta é considerada indicativa da passagem da floresta pioneira para um estádio sucessional mais avançado no domínio da Floresta Atlântica (TABARELLI et al, 1994).…”
Section: Resultsunclassified
“…Assim, os estudos direcionados aos estádios sucessionais das florestas secundárias são primordiais, uma vez que as florestas em regeneração constituem importante laboratório natural, capaz de gerar informações indispensáveis ao entendimento da dinâmica sucessional (RIBAS et al, 2003).…”
Section: Introductionunclassified