2001
DOI: 10.1590/s0102-79722001000100005
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

A estrutura primitiva da representação social do medo

Abstract: ResumoO estudo aborda a questão metodológica que caracteriza a pesquisa na área das representações sociais. Em particular, aprofundase no problema da verificação empírica do consenso que uma representação possui por um determinado grupo social. Esta preocupação metodológica foi abordada em um estudo cujo objetivo era reconstruir a trama primitiva da representação social do medo em crianças de sete a dez anos de idade com experiências sócio-culturais diferentes (escola particular e orfanato). O interesse princi… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1

Citation Types

0
6
0
6

Year Published

2008
2008
2019
2019

Publication Types

Select...
5
2
1

Relationship

3
5

Authors

Journals

citations
Cited by 13 publications
(12 citation statements)
references
References 44 publications
0
6
0
6
Order By: Relevance
“…There was also a strong association between the categories locality and region, regionalism and region (16), regionalism and Northeast (15), which are consistent with geographic aspects, so there is the strong association between these words. Besides those, there was a strong association between the terms funny and matuto (16), funny and dragged (15), and matuto and dragged (15), what indicates that communicators relate being matuto with the dragged accent characteristic, and both can be considered funny.…”
Section: Figure 1 -Smallest Space Analysis Of the Association Among Tmentioning
confidence: 62%
See 2 more Smart Citations
“…There was also a strong association between the categories locality and region, regionalism and region (16), regionalism and Northeast (15), which are consistent with geographic aspects, so there is the strong association between these words. Besides those, there was a strong association between the terms funny and matuto (16), funny and dragged (15), and matuto and dragged (15), what indicates that communicators relate being matuto with the dragged accent characteristic, and both can be considered funny.…”
Section: Figure 1 -Smallest Space Analysis Of the Association Among Tmentioning
confidence: 62%
“…Besides those, there was a strong association between the terms funny and matuto (16), funny and dragged (15), and matuto and dragged (15), what indicates that communicators relate being matuto with the dragged accent characteristic, and both can be considered funny. Another strong association happened between the terms characteristic and identity (15), which may indicate that, in the opinion of communicators, identity is formed by inherent characteristics of each individual. It is important to highlight the weak association between the term my accent and the terms dragged (1) and funny (3), showing that communicators do not associate their accent that way.…”
Section: Figure 1 -Smallest Space Analysis Of the Association Among Tmentioning
confidence: 98%
See 1 more Smart Citation
“…Filósofos como Espinosa (1677Espinosa ( /1989 2 tentaram encontrar uma resposta convincente e até hoje cientistas também a buscam em suas pesquisas sem chegar a um consenso geral. Alguns aspectos que podem justificar esta dificuldade conceitual são: as formas de expressão das emoções modificam-se no decorrer da vida, ou seja, determinados estados emocionais tornam-se mais sofisticados à medida que o in-divíduo avança no seu processo de desenvolvimento; a existência de diferentes contextos sócio-culturais e do momento histórico, no qual o sujeito está inserido (Roazzi, Federicci, & Wilson, 2001). A significação que cada sujeito atribui a suas emoções e o modo como elas são vivenciadas também deve ser um aspecto a ser consi-derado (Bruner, 1997).…”
unclassified
“…Esse modelo, baseado na perspectiva dos Sistemas Dinâmi-cos, integra uma seqüência de três padrões de organização, denominados estabelecimento, extensão e abreviação (EEA), que descrevem períodos de quase-estabilidade do sistema de comunicação mãe-bebê durante os oito primeiros meses de vida pós-natal do bebê. Por outro lado, o Procedimento de Classifi cação Múltipla -PCM (Roazzi, 1995;Roazzi, Wilson & Federicci, 2001), método de investigação utilizado no presente trabalho, nos oferece a possibilidade de explorar como esses períodos do desenvolvimento da comunicação são identifi cados e conceituados pelas mães.Adotamos a perspectiva de que os relacionamentos interpessoais são sistemas de comunicação em desenvolvimento, sistemas que geram o signifi cado para os participantes. Propomos que esse signifi cado está diretamente relacionado à dinâmica das mudanças do sistema de comunicação, ou seja, ao seu desenvolvimento, desde o início da vida pós-natal do bebê.…”
unclassified