2002
DOI: 10.1590/s1413-81232002000100010
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Terapia gênica

Abstract: Gene therapy is a medical intervention that involves modifying the genetic material of living cells to fight disease. Genes influ -

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
1
1

Citation Types

0
0
0
10

Year Published

2009
2009
2020
2020

Publication Types

Select...
5

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 5 publications
(10 citation statements)
references
References 10 publications
(5 reference statements)
0
0
0
10
Order By: Relevance
“…Teoricamente, a correção de uma mutação advinda de uma doença monogênica, como a hemofilia ou a fibrose cística, é mais simples de ser realizada, como por meio do instrumento CRISPR/Cas9 na edição de genes, 10 quando comparada com o tratamento de uma doença multifatorial como o câncer. 4,5 Para realizar o tratamento de doenças monogênicas é necessário, basicamente, que se conheça o gene responsável pela enfermidade e faça a edição e/ou inserção de cópias funcionais do gene para que a correção tenha efeito. 9 Além disso, outro método de reparo para doenças monogênicas é a utilização do sistema CRISPR/Cas9 que, por meio de um ácido ribonucleico (RNA) guia e uma enzima de restrição, identifica e corta pontualmente o DNA no gene de interesse e o próprio sistema celular de reparo do DNA é ativado para corrigir a mutação, podendo também ser inseridos ou deletados alguns nucleotídeos para reparar a mutação.…”
Section: Aplicações Da Terapia Gênicaunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Teoricamente, a correção de uma mutação advinda de uma doença monogênica, como a hemofilia ou a fibrose cística, é mais simples de ser realizada, como por meio do instrumento CRISPR/Cas9 na edição de genes, 10 quando comparada com o tratamento de uma doença multifatorial como o câncer. 4,5 Para realizar o tratamento de doenças monogênicas é necessário, basicamente, que se conheça o gene responsável pela enfermidade e faça a edição e/ou inserção de cópias funcionais do gene para que a correção tenha efeito. 9 Além disso, outro método de reparo para doenças monogênicas é a utilização do sistema CRISPR/Cas9 que, por meio de um ácido ribonucleico (RNA) guia e uma enzima de restrição, identifica e corta pontualmente o DNA no gene de interesse e o próprio sistema celular de reparo do DNA é ativado para corrigir a mutação, podendo também ser inseridos ou deletados alguns nucleotídeos para reparar a mutação.…”
Section: Aplicações Da Terapia Gênicaunclassified
“…2 Para a grande maioria das doenças genéticas às quais não é possível aplicar algum desses métodos de tratamento citados, a modificação genética das células ex vivo, através da modificação de células humanas em cultura posteriormente transplantadas, será a abordagem mais propícia para um tratamento de sucesso. 3 Nesses casos, as "células geneticamente modificadas poderão ativar mecanismos de defesa naturais do organismo (como o sistema imune) ou produzir moléculas de interesse terapêutico", 4 melhorando o quadro clínico do paciente. É de interesse dos portadores de qualquer doença genética o desenvolvimento de um método para amenizar ou curar os sintomas advindos de sua enfermidade.…”
Section: Introductionunclassified
“…Inicialmente, deve-se definir o cassete de expressão gênica, que é uma sequência de DNA contendo as informações do gene de interesse e dos elementos regulatórios que vão controlar sua expressão (1)(2) . Um segundo ponto relevante consiste em se determinar o veículo (ou vetor) que carregará o cassete de expressão até a célula-alvo (5) . O vetor ideal possui algumas características importantes, como: baixa imunogenicidade e citotoxicidade, capacidade de expressar de forma estável e duradoura o transgene, direcionamento para tipos específicos de células ou tecidos, baixo custo, fácil manipulação e produção em larga escala e a possibilidade de regular o tempo de expressão do gene exógeno.…”
Section: Resumo Introduçãounclassified
“…Até o momento não foi possível produzir este vetor ideal, mas, levando em consideração o tecido-alvo, doença, duração do tratamento, aplicação in vivo ou ex vivo, tratamento localizado ou sistêmico, resposta imunológica, tamanho do transgene e interferência de elementos regulatórios, é possível determinar o melhor vetor que carregará o material genético e o introduzirá na célula-alvo, que passará a expressá-lo (4)(5) . A utilização de vetores virais para a transferência gênica é o método mais comum.…”
Section: Resumo Introduçãounclassified
See 1 more Smart Citation