Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1

Citation Types

0
1
0
1

Year Published

2022
2022
2022
2022

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(2 citation statements)
references
References 13 publications
(16 reference statements)
0
1
0
1
Order By: Relevance
“…Among the authors who endorsed such criticism, are the studies by Murray and Ozanne (2009), Fitchett, Patsiaouras and Davies (2014), and Leite et al (2015). These researchers presented their criticism of the ideological bases that bring reductionism in human perspectives, defending the importance of research that seeks social changes towards a more just society, and seeking to understand the negative effects that make up the 'other side' of consumption, such as: unconscious impulses, addictions, reinforcement of social stigmas, and prejudices (Mick et al, 2012;Pinto et al, 2016).…”
Section: Theoretical Reference Transformative Consumer Researchmentioning
confidence: 99%
“…Among the authors who endorsed such criticism, are the studies by Murray and Ozanne (2009), Fitchett, Patsiaouras and Davies (2014), and Leite et al (2015). These researchers presented their criticism of the ideological bases that bring reductionism in human perspectives, defending the importance of research that seeks social changes towards a more just society, and seeking to understand the negative effects that make up the 'other side' of consumption, such as: unconscious impulses, addictions, reinforcement of social stigmas, and prejudices (Mick et al, 2012;Pinto et al, 2016).…”
Section: Theoretical Reference Transformative Consumer Researchmentioning
confidence: 99%
“…Essa proposta enfatiza o domínio de produção dos sistemas de marketing reconhecendo a entrada do consumidor na forma da demanda, mas como os produtos interagem socialmente, então há um valor simbólico que é consumido em concomitância com o consumo dos bens e serviços (Kadirov e Varey, 2011). Esse simbolismo muda no tempo, e as necessidades dos consumidores acompanham essa mudança, o que traz uma onda de inovação tecnológica que por sua vez cria novas necessidades, fazendo evoluir em complexidade os padrões de troca envolvendo assim, indivíduos e comunidades que interagem no espaço e no tempo trazendo cada vez mais diversidade de consumo de bens e serviços comercializados, criando dessa forma um crescimento endógeno da sociedade (Bharadwaj et al, 2005), e, do bem-estar dela, uma vez que a experiência social associada à troca, seja ela simples ou sofisticada, é muitas vezes prazerosa e uma parte valiosa da transação (Layton, 2011) A entrega de um padrão de vida ou qualidade de vida para os participantes e as comunidades de que fazem parte, é uma consequência da acessibilidade, qualidade e relevância dos produtos, serviços, experiências e ideias criados pelos sistemas de marketing, já que suas operações terão impactos no meio ambiente, nas instituições sociais, na vida social, no bem-estar, na política, e nos valores religiosos dentre outros (Layton, 2009), uma vez que na sociedade moderna tudo quanto é consumido, só o é como consequência de uma relação de troca, demonstrando a força do papel do marketing na sociedade cujo objetivo é permitir que as necessidades da vida sejam atendidas e com mais conforto, trazendo maior dinamismo para a sociedade, contribuindo tanto no crescimento contínuo quanto no progresso (Leite et al, 2015). E nem poderia ser diferente, pois marketing Valcir Marcilio Farias necessariamente fala de pessoas (Lerman e Shefrin, 2015), e de suas necessidades em produtos e serviços.…”
Section: O Bem-estar Do Consumidorunclassified