2018
DOI: 10.1590/s0104-59702018000400013
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Medicina chinesa/acupuntura: apontamentos históricos sobre a colonização de um saber

Abstract: Resumo O colonialismo ocidental influenciou, a partir do século XIX, o encontro entre saberes tradicional e moderno, resultando na sobreposição da medicina ocidental como modo privilegiado de conhecimento. Em 1958 oficializou-se, sob o nome de medicina tradicional chinesa, a hibridização entre as medicinas chinesa e ocidental e, por meio do desenvolvimento da pesquisa biomédica sobre a acupuntura, cresceu o distanciamento do saber tradicional. Este ensaio aborda mudanças históricas sofridas pela medicina chine… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1

Citation Types

0
0
0
8

Year Published

2020
2020
2024
2024

Publication Types

Select...
6

Relationship

2
4

Authors

Journals

citations
Cited by 6 publications
(8 citation statements)
references
References 14 publications
0
0
0
8
Order By: Relevance
“…Seu estímulo potencializa a saúde dos sujeitos e envolve transformações profundas para uma boa saúde (Czeresnia & Freitas, 2020). Na visão chinesa a "boa saúde" é pautada não só na harmônica circulação do Qí pelos meridianos, mas no equilíbrio da vitalidade e no desenvolvimento da consciência corporal por um processo sereno e introspectivo (Coutinho & Dulcetti, 2015;Contatore et al, 2018).…”
Section: Discussionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Seu estímulo potencializa a saúde dos sujeitos e envolve transformações profundas para uma boa saúde (Czeresnia & Freitas, 2020). Na visão chinesa a "boa saúde" é pautada não só na harmônica circulação do Qí pelos meridianos, mas no equilíbrio da vitalidade e no desenvolvimento da consciência corporal por um processo sereno e introspectivo (Coutinho & Dulcetti, 2015;Contatore et al, 2018).…”
Section: Discussionunclassified
“…Portanto, tendo em vista as contribuições gerais da EOT, Contatore et al (2018) discorrem sobre a impossibilidade sociológica de validar as medicinas complementares, dado que o processo de validação científica é baseado num modelo de produção de evidência ocidental e em noções calcadas na ciência biomédica, num processo de colonização ocidental dos saberes orientais. Por isso, certamente, trata-se de uma temática atual necessária de ser explorada para que haja o reconhecimento das PICs como um eixo fundamental na redefinição do modelo de atenção em saúde como forma de questionar a hegemonia do paradigma biomédico atual (Silva et al, 2020).…”
Section: Discussionunclassified
“…Segundo Freire (1967, p. 95), é necessário que o sistema educacional "desenvolva no nosso estudante o gosto da pesquisa, da constatação, da revisão dos "achados"" e isso só faz sentido se conectado à sua realidade, implicando no desenvolvimento de uma consciência crítica sobre o mundo. Reconhecer a produção e a prática de conhecimentos válidos dentro de suas próprias histórias é uma forma de valorizar os indivíduos e a trajetória de seu povo (CONTATORE;TESSER;BARROS, 2018;GERDES, 1991;KNIJNIK, 1996;PATZLAFF;PEIXOTO, 2009). A abordagem histórica dos conhecimentos científicos e matemáticos aqui é chamada a ser usada como forma de problematizar as explicações fornecidas pelos estudantes e pelos seus antepassados na busca de uma compreensão mais profunda da constituição do conhecimento presente, através de uma reflexão crítica sobre o processo histórico da humanidade.…”
Section: Dimensão Da Práxis Da Abordagem Históricaunclassified
“…Já exemplificamos acima a desqualifiicação dos saberes homeopáticos na MBE. Quanto à acupuntura, mais incorporada/colonizada, há defensores da eliminação dos saberes tradicionais chineses, devendo sua prática se basear apenas na biociência56 .A segurança contextual da longitudinalidade na APSA expertise biomédica dos profissionais e o contexto dos cuidados longitudinais da APS funcionam como mecanismos de segurança para as pessoas que são tratadas com PICS. Ela contribui para contornar as dificuldades de regulamentação e padronização da formação e habilitação em PICS, tanto RM como PCs57 .A longitudinalidade e o acesso permitem apreciação de PICS usadas na APS sob a lente do cuidado integral (incluindo a biomedicina) e centrado na pessoa.…”
unclassified