2019
DOI: 10.4025/ciencuidsaude.v18i2.45177
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Itinerário terapêutico de crianças quilombolas com doença falciforme

Abstract: Objetivo. Descrever o itinerário terapêutico de crianças quilombolas com doença falciforme. Método. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório com abordagem qualitativa, realizado na comunidade quilombola de Praia Grande, na Ilha de Maré – BA, com mães de crianças quilombolas com doença falciforme, no período de julho a setembro de 2018. Como instrumento de coleta de informações, foram utilizados a entrevista semi-estruturada e ecomapa. A análise dos dados foi baseada no modelo interativo de análise d… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1

Citation Types

0
1
0
2

Year Published

2020
2020
2021
2021

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(3 citation statements)
references
References 15 publications
0
1
0
2
Order By: Relevance
“…Nessa pesquisa, as mães referiram que o diagnóstico se deu a partir do teste do pezinho e que fazem acompanhamento da doença na APAE. Porém, elas enfatizaram que alguns procedimentos, como coleta de sangue e consulta de puericultura, poderiam ser feitos na Unidade Básica de Saúde por ser mais próximo da sua residência (5) .…”
Section: Discussionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Nessa pesquisa, as mães referiram que o diagnóstico se deu a partir do teste do pezinho e que fazem acompanhamento da doença na APAE. Porém, elas enfatizaram que alguns procedimentos, como coleta de sangue e consulta de puericultura, poderiam ser feitos na Unidade Básica de Saúde por ser mais próximo da sua residência (5) .…”
Section: Discussionunclassified
“…No que tange à DF, pesquisas sobre o itinerário terapêutico na busca de atenção à saúde têm contribuído para a compreensão do desempenho perante o cuidado, bem como a forma de andamento e utilização dos serviços de saúde (5)(6) .Entretanto, os caminhos trilhados, por vezes, são distintos e não coincidem necessariamente com esquemas ou fluxos predeterminados pelo sistema de saúde (4) . Cabe destacar que as diretrizes básicas da linha de cuidado à pessoa com DF estabelecem que a Atenção Básica deve ser a porta de entrada para o cuidado e atendimento em saúde e, consequentemente, direcionar para o atendimento adequado na rede de serviços (1) , de acordo com a necessidade de cada criança.…”
Section: Introductionunclassified
“…This statement, according to Elizabeth Badinter (1985) in her classic work "A conquered love: the myth of maternal love", should not be considered a universal law, but a role that is acquired, depending on the historical and cultural construction of the woman. However, studies show that mothers are considered the main caregivers of children with chronic diseases, protagonists in facing the demands of care, sometimes being the only caregivers (SALVADOR et al, 2015;COLESANTE et al, 2015;MARTINS et al, 2019).…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%