2022
DOI: 10.37689/acta-ape/2022ao00121
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Desenvolvimento e validação de um jogo de tabuleiro para crianças com câncer

Abstract: Conflitos de interesse: nada a declarar.Resumo Objetivo: Elaborar e validar um jogo de tabuleiro para comunicação efetiva entre profissionais da saúde e crianças com câncer. Métodos: Pesquisa metodológica que utilizou a teoria socioconstrutivista de Vigostky como referencial teórico e o Child-Centered Game Development (CCGD), como referencial metodológico. O estudo foi realizado entre os meses de fevereiro/2016 e julho/2017 e seguiu as seguintes etapas: análise, conceito, design, implementação e avaliação. Nas… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1

Citation Types

0
0
0
1

Year Published

2022
2022
2024
2024

Publication Types

Select...
5

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 7 publications
(1 citation statement)
references
References 17 publications
0
0
0
1
Order By: Relevance
“…Em estudo similar sobre elaboração e validação de um jogo de tabuleiro para crianças com câncer, o público--alvo participou desde as fases iniciais, contribuindo e influenciando na versão final do jogo, propiciando, como resultado, um novo meio de expressão e comunicação, com a oferta de um material diferenciado, lúdico e dinâmico. (15) Vale ressaltar que a maioria dos participantes estava há menos de um ano em tratamento quimioterápico, o que reforça a importância de fornecer informações sobre as fases do tratamento e suas repercussões, além de sanar todas as possíveis dúvidas, não só para elas, mas para seus familiares. Assim, destaca-se (16) a importância do cuidado centrado na criança, adolescente e em sua família diante do diagnóstico, buscando atender para além das suas necessidades clínicas.…”
Section: Discussionunclassified
“…Em estudo similar sobre elaboração e validação de um jogo de tabuleiro para crianças com câncer, o público--alvo participou desde as fases iniciais, contribuindo e influenciando na versão final do jogo, propiciando, como resultado, um novo meio de expressão e comunicação, com a oferta de um material diferenciado, lúdico e dinâmico. (15) Vale ressaltar que a maioria dos participantes estava há menos de um ano em tratamento quimioterápico, o que reforça a importância de fornecer informações sobre as fases do tratamento e suas repercussões, além de sanar todas as possíveis dúvidas, não só para elas, mas para seus familiares. Assim, destaca-se (16) a importância do cuidado centrado na criança, adolescente e em sua família diante do diagnóstico, buscando atender para além das suas necessidades clínicas.…”
Section: Discussionunclassified