volume 20, issue 1, P299-300 2015
DOI: 10.1590/1413-812320141912.00412014
View full text
|
|
Share

Abstract: O projeto da sociologia da infância vincula-se à possibilidade de reconhecer as crianças como sujeitos falantes, atuantes e que vivem experiências com pontos de vista próprios sobre o mundo no qual vivem. Esse imperativo dialoga e nos faz evocar, como bem nos lembra Alanen 1 , o que historicamente ocorreu nos estudos feministas: o esforço de assumir um lugar de protagonista na cena social. Claro que guardadas as devidas diferenças com o movimento feminista, não temos um "movimento das crianças". Pela própria …

Expand abstract

Search citation statements

Order By: Relevance

Citation Types

0
0
0

Paper Sections

0
0
0
0
0

Publication Types

0
0
0
0

Relationship

0
0

Authors

Journals