2011
DOI: 10.1590/s1413-81232011000700013
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Bioterrorismo: dados de uma história recente de riscos e incertezasBioterrorism: data of a recent history of risks and uncertainties

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
1
1

Citation Types

0
0
0
6

Year Published

2014
2014
2022
2022

Publication Types

Select...
3

Relationship

1
2

Authors

Journals

citations
Cited by 6 publications
(6 citation statements)
references
References 21 publications
0
0
0
6
Order By: Relevance
“…Como vários agentes biológicos que possuem potencial para utilização em bioterrorismo podem ser transmissíveis, as medidas de contenção, de descontaminação e o uso de equipamentos de proteção individual e coletivos são de extrema importância para evitar que os profissionais envolvidos neste tipo de evento sejam contaminados ou infectados, aumentando o número de vítimas (CARDOSO; CARDOSO, 2011).…”
Section: Revisão Da Literaturaunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Como vários agentes biológicos que possuem potencial para utilização em bioterrorismo podem ser transmissíveis, as medidas de contenção, de descontaminação e o uso de equipamentos de proteção individual e coletivos são de extrema importância para evitar que os profissionais envolvidos neste tipo de evento sejam contaminados ou infectados, aumentando o número de vítimas (CARDOSO; CARDOSO, 2011).…”
Section: Revisão Da Literaturaunclassified
“…Em vista dos frequentes casos de terrorismo veiculados na mídia internacional nos últimos anos e da atual globalização, crescem em importância as medidas de defesa mundiais contra os agentes que podem ser utilizados como armas biológicas, as quais podem afetar os animais e os homens, além de serem capazes de trazer vastos danos à economia de um país (CARDOSO; CARDOSO, 2011).…”
Section: Introductionunclassified
“…Define-se bioterrorismo como ameaças e ataques deliberados utilizando armas biológicas, visando criar pânico, insegurança, medo e traumas coletivos, gerando na sociedade apreensões constantes e potencializando comportamentos considerados patológicos, manifestados socialmente (MORSE, 2003;ALMEIDA, 2007;RADOSAVLJEVIC;JAKOLJEVIC, 2007;CARDOSO;CARDOSO, 2011). O maior impacto do bioterrorismo recai sobre os sistemas de saúde pública, sobretudo os mais precários.…”
Section: Bioterrorismo: Conceito E Motivaçõesunclassified
“…Considerando essa perspectiva, o bioterrorismo ultrapassa as áreas do campo militar (biodefesa) e torna-se um tema de relevância para os profissionais da área da saúde (biossegurança). Sublinha-se igualmente que é fundamental a atualização de informações científicas sobre os temas que integram biossegurança e as ameaças assimétricas, com a finalidade de melhorar a compreensão do bioterrorismo e sua correlação com a viabilidade do uso de artefatos de potencial risco biológico (INGLESBY et al, 2002;CARDOSO;CARDOSO, 2011).…”
Section: Introductionunclassified
“…Esses organismos são considerados verdadeiras armas biológicas e têm fácil disseminação, alta taxa de mortalidade, produção fácil e de baixo custo, além de serem capazes de se manterem e replicarem, se autoperpertuando, podendo gerar grande pânico na população (Rezende, 2009;Silva, 2012). Dentro da bioproteção existem três categorias de risco de acordo com o objetivo e o grau de envolvimento das partes: 1) guerra biológica, com objetivos de curto a longo prazo, envolve nações, investidas militares e atentados em massa; 2) bioterrorismo, envolve grupos (religiosos, políticos e ideológicos) com objetivos pontuais, mais direcionados e a curto prazo; 3) os bioataques com objetivos de curto prazo com ações individuais, como por exemplo, o uso de pragas para destruir plantações de concorrentes ou provocar doenças em rebanhos, criações de peixes e crustáceos (Cardoso & Cardoso, 2011;Silva, 2012).…”
Section: Introductionunclassified