2014
DOI: 10.1590/s0103-73312014000400009
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: A história registra o uso de patógenos como potencializadores de recursos bélicos. Considerando os eventos bélicos da contemporaneidade, observa-se a formulação de projetos voltados para elaboração tecnológica sofisticada. Nessa categoria se incluem as armas biológicas, vinculadas aos programas de caráter coercitivo conhecidos como guerras biológicas, que pertencem à lógica da ameaça assimétrica, não definindo território e gerando repercussões econômicas, políticas e sociopsicológicas devastadoras. Esses event… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1

Citation Types

0
0
0
2

Year Published

2021
2021
2022
2022

Publication Types

Select...
1
1

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(2 citation statements)
references
References 18 publications
(20 reference statements)
0
0
0
2
Order By: Relevance
“…Nestes eventos há a liberação intencional de um vírus, bactéria ou outro agente biológico que possa causar doença ou morte em pessoas, animais ou plantas. Por se tratarem de agentes biológicos, sabe-se que a disseminação dos mesmos poderá ser, em alguns casos, silenciosa, uma vez que os efeitos no organismo infectado demorarão de dias a semanas para aparecer, mostrando a necessidade do preparo dos profissionais de primeira resposta, para atuarem na resposta, diagnosticando, socorrendo as vítimas e realizando a contenção, para evitar a disseminação do agente patogênico (RAMBAUSKE et al, 2014).…”
Section: Introductionunclassified
“…Nestes eventos há a liberação intencional de um vírus, bactéria ou outro agente biológico que possa causar doença ou morte em pessoas, animais ou plantas. Por se tratarem de agentes biológicos, sabe-se que a disseminação dos mesmos poderá ser, em alguns casos, silenciosa, uma vez que os efeitos no organismo infectado demorarão de dias a semanas para aparecer, mostrando a necessidade do preparo dos profissionais de primeira resposta, para atuarem na resposta, diagnosticando, socorrendo as vítimas e realizando a contenção, para evitar a disseminação do agente patogênico (RAMBAUSKE et al, 2014).…”
Section: Introductionunclassified
“…Este conceito é previsto e implementado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como uma abordagem global colaborativa para a compreensão dos riscos para a saúde humana e animal (incluindo animais domésticos e vida selvagem) e para a saúde do ecossistema como um todo. Doenças de origem animal podem ser transmitidas aos homens e representam riscos mundiais à saúde pública(ZANELLA, 2016).A OIE estima que 60% das doenças infecciosas humanas existentes são de origem animal e que pelo menos 75% das doenças infecciosas dos humanos (HIV, Ebola e Influenza) possuem origem animal(RAMBAUSKE;NAVARRO, 2014). A atual pandemia de SARS-CoV-2 é mais um excepcional exemplo da importância das zoonoses e possivelmente teve origem zoonótica(ANDERSEN et al, 2020).O Ministério da Saúde brasileiro orienta que o controle dos patógenos animais em sua origem é a maneira mais eficaz e econômica para proteger as populações(BRASIL-MS, 2016).…”
unclassified