2011
DOI: 10.1590/s1983-14472011000200006
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal possibilitando novas práticas no cuidado ao recém-nascido

Abstract: 248Costa R, Padilha MI. A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal possibilitando novas práticas no cuidado ao recém-nascido Rev Gaúcha Enferm., Porto Alegre (RS) 2011 jun;32(2):248-55.

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
1
1

Citation Types

0
6
0
12

Year Published

2014
2014
2022
2022

Publication Types

Select...
6

Relationship

1
5

Authors

Journals

citations
Cited by 17 publications
(18 citation statements)
references
References 7 publications
0
6
0
12
Order By: Relevance
“…9,13 According to data from System of Information about Live Births (SINASC),the number of NBELBs births, in state of Sergipe, between 2010 and 2013, had reached 596 cases, with a higher amount of cases (164) in the year of 2012. 14 Table 1 Clinical and biological characteristics of the pregnant women and newborns in extreme low weight at high risk, admitted in NICU in a public maternity in Aracaju SE, 2014/2015.…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%
“…9,13 According to data from System of Information about Live Births (SINASC),the number of NBELBs births, in state of Sergipe, between 2010 and 2013, had reached 596 cases, with a higher amount of cases (164) in the year of 2012. 14 Table 1 Clinical and biological characteristics of the pregnant women and newborns in extreme low weight at high risk, admitted in NICU in a public maternity in Aracaju SE, 2014/2015.…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%
“…A documentação analisada destaca aspectos estruturais à luz do referencial Donabediano e contribui para práticas inovadoras e humanizadas que primam pela difusão de cuidados baseados em evidência com ênfase na qualificação dos trabalhadores partícipes e na avaliação por meio de indicadores de qualidade desse processo em novos contextos 1,[7][8][9][10] . A capacitação em serviço foi demonstrada como um dos requisitos essenciais para desenvolvimento da gestão da qualidade em UTIN e demonstrou a necessidade de motivar e sensibilizar profissionais para o cuidado humanizado com RN como assistência efetiva e resolutiva 2,5,6,8 . A presente análise documental agrega, a esse corpo de conhecimento, a relevância sobre a utilização das metodologias ativas como potencializadoras para a incorporação dos sete pilares da qualidade propostos por Donabedian…”
Section: Discussionunclassified
“…Contudo, a mortalidade e morbidade perinatal ainda persistem e são decorrentes de distúrbios ou circunstâncias superpostas ao curso normal de eventos associados com o nascimento e ajustamento à existência extrauterina [1][2][3][4] . A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) configura-se como um espaço de produção de cuidado integral ao recém-nascido (RN) e à família para o controle de eventos adversos e complicações que, muitas vezes, impediam os cuidados maternos e enfatizavam a atuação da equipe de saúde durante a internação neonatal [4][5][6] . Para tanto, a integração da equipe de cuidados neonatais com a família do RN de risco torna-se relevante para a evolução do tratamento de maneira sistematizada a fim de garantir o bem estar e segurança do RN no ambiente da UTIN e promover a humanização da assistência prestada a ele e à sua família com foco na gestão da qualidade [7][8][9] .…”
Section: Introductionunclassified
“…The model based on the mechanistic logic, which aims at the maintenance and recovery of the baby, is replaced by a model that emphasizes full, humanized and preventive care, grounded in the health/disease/care. Therefore, to be a humanized care in the Neonatal Intensive Care Unit, space dominated by technological advancements, it requires the incorporation of care to mothers in neonatal care (20) .…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%