2013
DOI: 10.5007/1806-5023.2013v10n1p28
| View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Tanto na Ciência Política como na Sociologia está na pauta da discussão recente o(s) fator(es) que explica a ação coletiva, esta compreendida como a busca de inserção em grupos para o alcance de objetivo(s) individual ou coletivo. O trabalho em conjunto possibilita o alcance de metas que individualmente seriam pouco prováveis de serem atingidas. Mas que metas são essas? O que explica a participação em ações coletivas? O artigo em questão busca enfatizar a abordagem econômica que nos dias de hoje é chamada de "… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1

Citation Types

0
0
0
1

Year Published

2017
2017
2021
2021

Publication Types

Select...
2
1

Relationship

0
3

Authors

Journals

citations
Cited by 3 publications
(1 citation statement)
references
References 1 publication
0
0
0
1
Order By: Relevance
“…Ao se discutir os achados desse estudo à luz das referências teóricas, observa-se que os resultados demostraram congruência com as considerações da abordagem relacionada à Teoria Econômica da Escolha Racional (Becker, 1968;Ehrlich, 1973), uma vez que a análise demonstrou que os crimes de homicídios e contra o patrimônio possuem correlação com a dimensão socioeconômica referente à ocupação (empregabilidade) da população. Diante da escolha racional de cometer crimes, a variável referente à ocupação da população (emprego) se torna um fator positivo ao indivíduo (de caráter preventivo) e desestimulante à prática de crimes, conforme defendido por Scheeffer (2013), Cerqueira e Lobão (2004) e Strapazzon e Tramontina (2015). É possível supor ainda, que quanto mais oportunidades de emprego houver para a população, maior será a probabilidade de controle sobre os crimes de homicídios dolosos e crimes contra o patrimônio.…”
Section: Apresentação Dos Dados E Discussão Dos Resultadosunclassified
“…Ao se discutir os achados desse estudo à luz das referências teóricas, observa-se que os resultados demostraram congruência com as considerações da abordagem relacionada à Teoria Econômica da Escolha Racional (Becker, 1968;Ehrlich, 1973), uma vez que a análise demonstrou que os crimes de homicídios e contra o patrimônio possuem correlação com a dimensão socioeconômica referente à ocupação (empregabilidade) da população. Diante da escolha racional de cometer crimes, a variável referente à ocupação da população (emprego) se torna um fator positivo ao indivíduo (de caráter preventivo) e desestimulante à prática de crimes, conforme defendido por Scheeffer (2013), Cerqueira e Lobão (2004) e Strapazzon e Tramontina (2015). É possível supor ainda, que quanto mais oportunidades de emprego houver para a população, maior será a probabilidade de controle sobre os crimes de homicídios dolosos e crimes contra o patrimônio.…”
Section: Apresentação Dos Dados E Discussão Dos Resultadosunclassified