2011
DOI: 10.1590/s0100-736x2011000600013
| View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Foi determinado o perfil de resistência de bactérias isoladas de diversas afecções em cães e gatos atendidos no Setor de Clinica Cirúrgica de Animais de Companhia do Hospital Veterinário da Universidade Estadual de Londrina. Houve maior frequência de Staphylococcus spp. (27,6%), seguido por Pseudomonas spp. (22,7%) e Escherichia coli (16,6%). Na prova de sensibilidade antimicrobiana pelo método de difusão em ágar houve alta porcentagem de resistência das bactérias isoladas aos principais antibióticos usados no… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
2

Citation Types

4
23
0
18

Year Published

2014
2014
2023
2023

Publication Types

Select...
8

Relationship

0
8

Authors

Journals

citations
Cited by 24 publications
(45 citation statements)
references
References 19 publications
4
23
0
18
Order By: Relevance
“…Já Abdel-Fattah (2005) isolou Pseudomonas, Klebsiella, Citrobacter e Enterobacter, identificando maior taxa de bactérias Gram-negativas em comparação às Gram-positivas, concordando com os dados encontrados no hospital humano. Já Ishii et al (2011) ao realizarem estudo em hospital veterinário, detectaram maiores taxas de bactérias Gram-positivas em comparação às Gram-negativas, concordando com os dados encontrados no hospital veterinário. Porém, estes dados diferem daqueles obtidos por Corsini (2012) que identificou 12 gêneros de microrganismos, dentre eles 62,93% caracterizados como Gram-negativos e 36,07% Gram-positivos.…”
Section: Discussionunclassified
“…Já Abdel-Fattah (2005) isolou Pseudomonas, Klebsiella, Citrobacter e Enterobacter, identificando maior taxa de bactérias Gram-negativas em comparação às Gram-positivas, concordando com os dados encontrados no hospital humano. Já Ishii et al (2011) ao realizarem estudo em hospital veterinário, detectaram maiores taxas de bactérias Gram-positivas em comparação às Gram-negativas, concordando com os dados encontrados no hospital veterinário. Porém, estes dados diferem daqueles obtidos por Corsini (2012) que identificou 12 gêneros de microrganismos, dentre eles 62,93% caracterizados como Gram-negativos e 36,07% Gram-positivos.…”
Section: Discussionunclassified
“…Segundo Ishii et al (2011), a emergência de cepas multirresistentes gera insucessos no tratamento de diversas afecções, levando ao uso inadequado das drogas antimicrobianas, colaborando para o desenvolvimento de resistência bacteriana presente em animais e no homem. Segundo Hoekstra e Paultron (2002), o aumento da resistência às drogas dificulta a seleção empírica dos antimicrobianos a serem utilizados em tratamentos clínicos cotidianos.…”
Section: Introductionunclassified
“…A taxa de isolamento microbiano em 44,72% das amostras urinárias desse estudo foi superior ao isolamento descrito por Rowlands et al (2011), na Inglaterra com 19% e no Paraná com 30,4% de positividade (Ishii et al, 2011). Por outro lado, em um Hospital Veterinário de Botucatu, Langoni et al em 1996 obtiveram 55,4% de resultados positivos.…”
Section: Discussionunclassified
“…Entretanto, na maioria dos casos, a prevalência é de origem bacteriana; e em 75% dos casos monomicrobiana (Çetin et al, 2003;Bartges, 2004;Ball et al, 2008). A espécie mais isolada, habitualmente é a Escherichia coli (Çetin et al, 2003;Bartges, 2004;Pereira et al, 2009;Ishii et al, 2011). Assim como resultados aqui reportados, com percentuais de 37,64% e dados de outros estudos realizados no Brasil (Pereira et al, 2009;Ishii et al, 2011) e no exterior (Çetin et al, 2003;Ball et al, 2008), corroboram tais achados.…”
Section: Discussionunclassified
See 1 more Smart Citation