2012
DOI: 10.1590/2238-38752012v232 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: Resumo: O artigo problematiza a incorporação da dimensão cultural na explicação dos processos políticos a partir de uma reconstrução das várias formulações do conceito de repertório na sociologia de Charles Tilly, desde os anos 1970 até seus últimos trabalhos, em 2008. Mostra como Tilly partiu, em 1976, de uma noção de repertório como formas de ação reiteradas em diferentes tipos de conflito; abordagem estruturalista e racionalista, concentrada na ligação entre interesse e ação, e privilegiando atores singular… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
0
0
0
0
0
0
5
0
14

Publication Types

Select...

Relationship

0
0

Authors

Journals