2013
DOI: 10.1590/s0103-166x2013000400014
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Produções discursivas sobre o trabalho em equipe no contexto da reforma psiquiátrica: um estudo com trabalhadores de Centros de Atenção Psicossocial

Abstract: O artigo objetiva analisar as produções discursivas de trabalhadores de Centros de Atenção Psicossocial sobre o processo de atuação em equipe. Adota-se como abordagem teórico-metodológica a Psicologia Social Discursiva, uma abordagem construcionista no contexto da Psicologia Social. A opção por centrar os estudos nos trabalhadores em saúde mental deve-se ao fato de que, no Brasil, esses profissionais foram os precursores do movimento de Reforma Psiquiátrica. A pesquisa, de natureza qualitativa, contemplou 14 e… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1

Citation Types

0
1
0
2

Year Published

2017
2017
2020
2020

Publication Types

Select...
3

Relationship

0
3

Authors

Journals

citations
Cited by 3 publications
(3 citation statements)
references
References 6 publications
(9 reference statements)
0
1
0
2
Order By: Relevance
“…Tais teorias estão ligadas a diferentes compreensões de metodologias de ensino ativas e dinâmicas, incluindo aspectos sociais, éticos e políticos, dando ao sujeito uma participação mais ativa dentro de um debate onde o estudante se torna peça chave para a reflexão e modificação da realidade da saúde mental de forma crítica e consciente. A transmissão passiva e unidirecional de conhecimentos científicos na área da saúde mental é, com isso, gradativamente substituída por uma construção dialética e ampla da realidade em que o paciente psiquiátrico e a saúde mental de uma forma geral estão inseridos (GOMES et al, 2013;SILVA & FILHO, 2013).…”
Section: Novas Metodologias E Formas De Aborda-gem Educacional Da Saúde Mentalunclassified
“…Tais teorias estão ligadas a diferentes compreensões de metodologias de ensino ativas e dinâmicas, incluindo aspectos sociais, éticos e políticos, dando ao sujeito uma participação mais ativa dentro de um debate onde o estudante se torna peça chave para a reflexão e modificação da realidade da saúde mental de forma crítica e consciente. A transmissão passiva e unidirecional de conhecimentos científicos na área da saúde mental é, com isso, gradativamente substituída por uma construção dialética e ampla da realidade em que o paciente psiquiátrico e a saúde mental de uma forma geral estão inseridos (GOMES et al, 2013;SILVA & FILHO, 2013).…”
Section: Novas Metodologias E Formas De Aborda-gem Educacional Da Saúde Mentalunclassified
“…12,18 A interação no desenvolvimento do TE, para que não haja convivências conflituosas, deverá ser efetivada de forma que os profissionais respeitem os limites e as especificidades de cada um, dessa forma, as contribuições no trabalho irão agregar valor e não prejuízo. 19 Assim, torna-se fundamental que os gestores estimulem e oportunizem a participação dos profissionais de saúde em treinamentos. Nesses espaços, devem ser sempre observadas as dificuldades do trabalhador, a fim de estimulá-lo e auxiliá-lo a desenvolver suas habilidades e competências aprimorando as tomadas de decisões, o compromisso com o resultado do trabalho e, consequentemente, a efetividade na realização de suas atividades laborais.…”
Section: Te Eu Acho Que a Gente Tem Que Construir Com Muito Treinamenunclassified
“…Specialist's resistance to decentralize mental health care can be attributed to changes in professional roles, mainly in interdisciplinary and intersectoral work. Studies have shown that professionals may be concerned about losing their professional identity, status, familiar work environments, and familiar ways of working (Silva & Oliveira Filho, 2013;World Health Organization, 2005 Machado and Camatta (2013) conducted an integrative review and identified the following aspects that hinder the matrix support: lack of professional training, lack of professionals trained to deal with the subjective aspects of mental health care, such as crisis management, interpersonal relationship, and therapeutic instruments; difficulty in understanding the matrix support; and the common practice of primary care professionals transferring responsibility through referrals to providers of specialized health care. On the other hand, when the specialist team fails to deliver the specialist care by not accepting a patient that was referred or by counter-referring the patient to the team, as well as the lack of communication between the teams, and the keeping the knowledge restricted to one's field of work instead of broadening it to include related fields can hinder the network actions.…”
Section: Things (Ms1)mentioning
confidence: 99%