2018
DOI: 10.20396/san.v25i3.8652959
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Práticas e percepções de universitários sobre alimentação: estudo qualitativo utilizando grupos focais

Abstract: Aspectos valorativos e atitudinais sobre alimentação entre jovens são pouco conhecidos. Objetivos: avaliar práticas e percepções de estudantes sobre alimentação em uma universidade pública. Métodos: a amostra (n=31) foi composta por estudantes de graduação do 1º ao 5º ano.  Os dados foram obtidos por meio de técnica qualitativa, utilizando-se o método de grupos focais (foram realizados quatro grupos). Os resultados foram analisados utilizando o procedimento de categorização das falas. Resultados: no tocante ao… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2

Citation Types

0
0
0
2

Year Published

2022
2022
2022
2022

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(2 citation statements)
references
References 27 publications
(46 reference statements)
0
0
0
2
Order By: Relevance
“…Vai além das medidas diretas de saúde da população, expectativa de vida e causas de morte, e foca no impacto do estado de saúde na qualidade de vida relacionada à saúde, inclusive no que tange a alimentação (Souza et al, 2012). padrões alimentares não saudáveis em estudantes universitários, incluem desde restrições alimentares severas a uma preferência acentuada por alimentos processados e ultraprocessados (Rossetti & Da Silva, 2018). especialistas sugerem que a soma de diversos fatores, como sofrimento emocional e ruptura da rotina, a intensificação da exposição à conteúdos sobre dieta e aparência física em redes sociais podem aumentar o risco de comportamentos alimentares desordenados (Cooper et al, 2020).…”
Section: Introductionunclassified
“…Vai além das medidas diretas de saúde da população, expectativa de vida e causas de morte, e foca no impacto do estado de saúde na qualidade de vida relacionada à saúde, inclusive no que tange a alimentação (Souza et al, 2012). padrões alimentares não saudáveis em estudantes universitários, incluem desde restrições alimentares severas a uma preferência acentuada por alimentos processados e ultraprocessados (Rossetti & Da Silva, 2018). especialistas sugerem que a soma de diversos fatores, como sofrimento emocional e ruptura da rotina, a intensificação da exposição à conteúdos sobre dieta e aparência física em redes sociais podem aumentar o risco de comportamentos alimentares desordenados (Cooper et al, 2020).…”
Section: Introductionunclassified
“…Diante do ensejo, o ingresso na universidade caracteriza uma alteração nos hábitos e rotinas alimentares. Durante a vida acadêmica o estudante passa a ser responsável por sua moradia, finanças, organização do seu tempo e alimentação, aspectos que interferem nas práticas saudáveis da vida adulta (LOUREIRO, 2016;ROSSETI;SILVA, 2018).…”
Section: Introductionunclassified