2021
DOI: 10.28976/1984-2686rbpec2021u11871215
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

O Óleo no Nordeste Brasileiro: Aspectos da (an)alfabetização Científica e Tecnológica

Abstract: O objetivo deste trabalho é analisar e discutir as atitudes e ações das pessoas frente ao derramamento de petróleo no litoral nordestino brasileiro, e divulgadas na mídia, na perspectiva da Alfabetização Científica e Tecnológica (ACT) de Fourez (2005). O vazamento é considerado um dos maiores desastres ambientais do país, com incalculáveis impactos ambientais, econômicos e na saúde pública. Vinte e quatro reportagens publicadas na época pela maior mídia brasileira, o Grupo Globo, foram analisadas por meio da A… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1

Citation Types

0
1
0
2

Year Published

2021
2021
2022
2022

Publication Types

Select...
3

Relationship

0
3

Authors

Journals

citations
Cited by 3 publications
(3 citation statements)
references
References 14 publications
(16 reference statements)
0
1
0
2
Order By: Relevance
“…A Alfabetização Científica figura em muitos trabalhos de pesquisa da área de Educação em Ciências vinculada a objetivos formativos concebidos para as ações educacionais em que se pretende a formação dos estudantes para a compreensão de elementos da atividade científica e seu uso para análise de situações e tomada de decisões (Lorenzetti & Delizoicov, 2001, Krasilchick & Marandino, 2007Sasseron & Carvalho, 2011;Marques & Marandino, 2018;Sasseron & Silva, 2021). Há ainda pesquisadores brasileiros que adotam a expressão Alfabetização Científica e Tecnológica, seja pela tradução do termo utilizado por Fourez em sua célebre publicação de 1994 (Alphabétisation scientifique et technique: Essai sur les finalités de l'enseignement des sciences), ou pela filiação teórica ao enfoque CTS (ciência-tecnologia-sociedade) em uma perspectiva crítica destas interações e da dinâmica social a elas associadas (Richetti & Milaré, 2021, Auler, 2003. A adoção da expressão Alfabetização Científica por pesquisadores da área (Lorenzetti & Delizoicov, 2001, Sasseron & Carvalho, 2011, sustenta-se no entendimento do processo de alfabetização como concebido por Paulo Freire (2014), ou seja, um processo que não se vincula apenas a ações dos sujeitos em decifrar e dominar códigos escritos, e que se concretiza por meio e a partir da autoformação manifestada como agência para análise de situações e contextos.…”
Section: Sobre a Alfabetização Científicaunclassified
“…A Alfabetização Científica figura em muitos trabalhos de pesquisa da área de Educação em Ciências vinculada a objetivos formativos concebidos para as ações educacionais em que se pretende a formação dos estudantes para a compreensão de elementos da atividade científica e seu uso para análise de situações e tomada de decisões (Lorenzetti & Delizoicov, 2001, Krasilchick & Marandino, 2007Sasseron & Carvalho, 2011;Marques & Marandino, 2018;Sasseron & Silva, 2021). Há ainda pesquisadores brasileiros que adotam a expressão Alfabetização Científica e Tecnológica, seja pela tradução do termo utilizado por Fourez em sua célebre publicação de 1994 (Alphabétisation scientifique et technique: Essai sur les finalités de l'enseignement des sciences), ou pela filiação teórica ao enfoque CTS (ciência-tecnologia-sociedade) em uma perspectiva crítica destas interações e da dinâmica social a elas associadas (Richetti & Milaré, 2021, Auler, 2003. A adoção da expressão Alfabetização Científica por pesquisadores da área (Lorenzetti & Delizoicov, 2001, Sasseron & Carvalho, 2011, sustenta-se no entendimento do processo de alfabetização como concebido por Paulo Freire (2014), ou seja, um processo que não se vincula apenas a ações dos sujeitos em decifrar e dominar códigos escritos, e que se concretiza por meio e a partir da autoformação manifestada como agência para análise de situações e contextos.…”
Section: Sobre a Alfabetização Científicaunclassified
“…Furthermore, socioeconomic implications from losses caused by the disaster were observed (Araújo et al, 2020;Richetti and Milaré, 2021). In PE, for instance, from October 2019 to November 2019, harm to fishery products selling was verified.…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 97%
“…Na literatura, diversos foram os trabalhos encontrados que tratavam da automedicação para o ensino de química. Destaca-se entre eles o de Richetti (2008), onde a autora desenvolve três possibilidades de IIR com a temática da automedicação para cada uma das diferentes séries do ensino médio, pensando especificamente no ensino regular. Outro que se destaca é o trabalho de Ribeiro (2017), que pontua sobre a falta de estudos da utilização de temas sociais para a EJA e propõe uma sequência didática com a temática da automedicação para essa classe de ensino, embasada teoricamente nas ideias andragógicas.…”
unclassified