2005
DOI: 10.5433/2176-6665.2005v10n1p25
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Movimento da negritude: uma breve reconstrução histórica

Abstract: Cabe mais uma vez insistir: não nos interessa a proposta de uma adaptação aos moldes da sociedade capitalista e de classes. Esta não é a solução que devemos aceitar como se fora mandamento inelutável. Confiamos na idoneidade mental do negro e acreditamos na reinvenção de nós mesmos e de nossa história. Reinvenção de um caminho afro-brasileiro de vida, fundado em sua experiência histórica, na utilização do conhecimento crítico e inventivo de suas instituições golpeadas pelo colonialismo e pelo racismo. Enfim re… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1

Citation Types

0
2
0
18

Year Published

2013
2013
2019
2019

Publication Types

Select...
7
2

Relationship

0
9

Authors

Journals

citations
Cited by 20 publications
(20 citation statements)
references
References 1 publication
0
2
0
18
Order By: Relevance
“…Era sobretudo política, visto que essa era uma das possibilidades de legitimação da luta negra contra o racismo e o colonialismo europeu e eurodescendente. Daí as ideias básicas que formariam o movimento pan-africanista ainda em fins do século XIX: libertação e integração (Munanga, 1983;Devés-Valdés, 2008;Domingues, 2009;Barbosa, 2016;Esedebe, 1982;Edwards, 2001). Nesse sentido, como afirma Munanga (2016), o movimento pan-africanista e o movimento da negritude (década de 1930) caminhavam na mesma direção: de afirmação de uma luta negra comum (África e diáspora) e unida.…”
Section: Lideravam O Grupo Coordenador Da Présence Africaine Alioune unclassified
“…Era sobretudo política, visto que essa era uma das possibilidades de legitimação da luta negra contra o racismo e o colonialismo europeu e eurodescendente. Daí as ideias básicas que formariam o movimento pan-africanista ainda em fins do século XIX: libertação e integração (Munanga, 1983;Devés-Valdés, 2008;Domingues, 2009;Barbosa, 2016;Esedebe, 1982;Edwards, 2001). Nesse sentido, como afirma Munanga (2016), o movimento pan-africanista e o movimento da negritude (década de 1930) caminhavam na mesma direção: de afirmação de uma luta negra comum (África e diáspora) e unida.…”
Section: Lideravam O Grupo Coordenador Da Présence Africaine Alioune unclassified
“…Nós somos frutos de uma antiga estratégia de luta antirracista, a qual considera a educação como instrumento de mobilidade individual e coletiva, de enfrentamento das desigualdades e emancipação social. Em verdade, pesquisadores como Willian Robson Soares Lucindo, Petrônio Domingues (2005), entre outros, em suas pesquisas têm indicado, no Movimento Negro, a centralidade da educação nas estratégias de mobilização e emancipação social dos descendentes de africanos.…”
Section: Os Negros E a Universidadeunclassified
“…Carlos Santos (1904Santos ( -1989. Carlos da Silva Santos (1904-1989 (1929-1968), Rosa Park (1913-2005, entre outros, resultando na política de cotas, decretadas pelo presidente estadunidense John F. Kenndy (1917-1963) (NILMA GOMES, 2005PETRONILHA, 2003;. Essa lei era "uma preocupação para se evitar as discriminações daqueles que foram historicamente discriminados, antes de uma definição especifica de cotas ou preferências" (SILVA, 2008:28).…”
Section: Das Demandas Educativas àS Ações Afirmativasunclassified