2014
DOI: 10.1590/1980-436920140002000021
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Lina Cavalieri, musa da Belle Époque: representações da feminilidade em cartões-postais

Abstract: Resumo: O ensaio analisa as representações da cantora de ópera Lina Cavalieri transmitidas por intermédio de cartões-postais fotográficos produzidos nos tempos da Belle Époque, em contraposição com sua trajetória nos palcos. Observa-se que seus retratos evidenciam estereótipos de fragilidade e dependência feminina vigentes no período, apesar de produzidos ao longo de uma trajetória que os negava em determinados aspectos. Contudo, e paradoxalmente, também estabelecem diálogo com tendências favoráveis a uma nov… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...

Citation Types

0
0
0
2

Year Published

2022
2022
2022
2022

Publication Types

Select...
1

Relationship

0
1

Authors

Journals

citations
Cited by 1 publication
(2 citation statements)
references
References 3 publications
0
0
0
2
Order By: Relevance
“…O foco de análise são as fotografias percebidas como fundadoras da imagem e do mito Che. A escolha das fotografias como documentos (KOSSOY, 2001;MAUAD, 1996;STANCIK, 2014; para a construção da análise é justificada pela importância que as imagens ocupam na construção da edição selecionada, assim como pelo poder que as imagens exercem no campo da política e das relações de gênero na sociedade contemporânea. Nas redes sociais e nas mídias digitais as imagens influenciam as construções generificadas, que orientam a construção de subjetividades e de símbolos.…”
unclassified
See 1 more Smart Citation
“…O foco de análise são as fotografias percebidas como fundadoras da imagem e do mito Che. A escolha das fotografias como documentos (KOSSOY, 2001;MAUAD, 1996;STANCIK, 2014; para a construção da análise é justificada pela importância que as imagens ocupam na construção da edição selecionada, assim como pelo poder que as imagens exercem no campo da política e das relações de gênero na sociedade contemporânea. Nas redes sociais e nas mídias digitais as imagens influenciam as construções generificadas, que orientam a construção de subjetividades e de símbolos.…”
unclassified
“…Portanto, volta-se o olhar para a invenção do guerrilheiro, do mito e da masculinidade revolucionária em Cuba, na década de 1960, por meio de uma análise da biografia fotográfica de Ernesto Che Guevara, tal como construída pela revista Bohemia, na edição de 20 de outubro de 1967. Trata-se de uma narrativa biográfica (DOSSE, 2009;BOURDIEU, 1996), constituída pelas fotografias e figuras, que permite um diálogo com a história política (GIRARDET, 1987;RÉMOND, 2003;SCOTT, 1994), utilizando o gênero como categoria de análise (SCOTT, 1995) e a fotografia como fonte (KOSSOY, 2001;MAUAD, 1996;STANCIK, 2014;. Para se analisar as fontes e dialogar com a história política e a categoria gênero, são fundamentais os conceitos de virilidade (COURTINE, 2013), masculinidade hegemônica (CONNELL; MESSERSCHMIDT, 2005;CONNELL, 1997;, invenção das tradições (HOBSBAWM, 1997) e mito político (GIRARDET, 1987).…”
unclassified