2001
DOI: 10.1590/s0102-09352001000400007 View full text |Buy / Rent full text
|
|

Abstract: Utilizaram-se 40 cães clinicamente sadios com o objetivo de avaliar histologicamente o efeito da hidroxiapatita sintética pura (HAP-91), da HAP-91 associada ao colágeno (COL.HAP-91) e da HAP-91 associada ao lipossoma (INT.HAP-91) como substitutos ósseos em defeitos provocados na tíbia dos animais. Após protocolo anestésico, o procedimento cirúrgico constou de incisão na face medial e no terço proximal da tíbia esquerda, com retirada de um fragmento ósseo com cerca de 10 × 6mm de tamanho. Os animais foram separ… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance
Select...
5
0
1
0
10

Year Published

2006
2006
2009
2009

Publication Types

Select...
2
1

Relationship

1
2

Authors

Journals

0
1
0
10
Order By: Relevance
“…O tratamento das falhas ósseas também tem sido realizado com eficiência através da utilização do auto-enxerto de medula óssea (Barros et al 2001a,b); bem como mediante a aplicação de materiais sintéticos e biológicos como substitutos ósseos, representados pela hidroxiapatita pura, ou associada ao colágeno, e o polímero de mamona (Franco et al 2001, Keating & Mcqueen 2001, Del Carlo et al 2003a, Sun et al 2003, Giordano et al 2006.…”
Section: Introductionunclassified
Create an account to read the remaining citation statements from this report. You will also get access to:
  • Search over 1.2b+ citation statments to see what is being said about any topic in the research literature
  • Advanced Search to find publications that support or contrast your research
  • Citation reports and visualizations to easily see what publications are saying about each other
  • Browser extension to see Smart Citations wherever you read research
  • Dashboards to evaluate and keep track of groups of publications
  • Alerts to stay on top of citations as they happen
  • Automated reference checks to make sure you are citing reliable research in your manuscripts
  • 7 day free preview of our premium features.

Trusted by researchers and organizations around the world

Over 130,000 students researchers, and industry experts at use scite

See what students are saying

rupbmjkragerfmgwileyiopcupepmcmbcthiemesagefrontiersapsiucrarxivemeralduhksmucshluniversity-of-gavle
“…O tratamento das falhas ósseas também tem sido realizado com eficiência através da utilização do auto-enxerto de medula óssea (Barros et al 2001a,b); bem como mediante a aplicação de materiais sintéticos e biológicos como substitutos ósseos, representados pela hidroxiapatita pura, ou associada ao colágeno, e o polímero de mamona (Franco et al 2001, Keating & Mcqueen 2001, Del Carlo et al 2003a, Sun et al 2003, Giordano et al 2006.…”
Section: Introductionunclassified
“…O emprego de substâncias químicas que facilitem a reparação óssea, através da osteogênese, osteoindução e osteocondução, é alvo de pesquisas constantes (Borges, 1998;Franco et al, 2001;Legeros, 2002).…”
Section: Introductionunclassified
“…Ela já foi utilizada na correção de defeitos ósseos no homem e em várias espécies animais, com resultados satisfatórios o suficiente para ser indicada como alternativa para a enxertia óssea na rotina clínica (Franco et al, 2001;Legeros, 2002).…”
Section: Introductionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Dentre os materiais utilizados para a substituição e regeneração da estrutura óssea enquadram-se a classe de materiais denominados biomateriais na qual se destaca a hidroxiapatita-HA (Ca 10 (PO 4 ) 6 (OH) 2 ), devido à similaridade química e estrutural com a fase mineral presente nos ossos e dentes (GUASTALDI; APARECIDA, 2010). Esta cerâmica é um dos materiais mais biocompatíveis conhecidos, favorecendo o crescimento ósseo para os locais em que ela se encontra (osteocondutora), estabelecendo ligações com o tecido ósseo (bioativo), permitindo a proliferação de fibroblastos, osteoblastos e outras células ósseas, sendo que as células não se distinguem entre a hidroxiapatita e a superfície óssea, o que indica grande similaridade química superficial (LEGEROS, 2002;FRANCO et al, 2001). Ela também possui a capacidade de trocar íons com o meio fisiológico levando ao equilíbrio entre implante e osso.…”
Section: Introductionunclassified