2014
DOI: 10.1590/2175-7860201465308
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Flora do Ceará, Brasil: Combretaceae

Abstract: ResumoEste estudo consiste no levantamento florístico de Combretaceae ocorrentes no estado do Ceará, como parte do projeto "Flora do Ceará". O estudo foi baseado na análise comparativa dos caracteres morfológicos de espécimes depositados em herbários, bibliografia, fotos de materiais-tipo, além de coletas e observações de campo. Foram registradas 17 espécies distribuídas em cinco gêneros: Buchenavia (2); Combretum (9); Conocarpus (1); Laguncularia (1) e Terminalia (4). As espécies ocorrem preferencialmente em … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
4
1

Citation Types

0
10
0
11

Year Published

2017
2017
2023
2023

Publication Types

Select...
4
4

Relationship

3
5

Authors

Journals

citations
Cited by 19 publications
(21 citation statements)
references
References 9 publications
0
10
0
11
Order By: Relevance
“…Este tratamento taxonômico baseou-se na análise comparativa de espécimes depositados nos herbários ASE, EAC, FUEL, HEPH, HST, HUEFS, IPA, JPB, MAC, MBM, MOSS, NY, UEC e UFRN, cujas siglas estão de acordo com Thiers, continuamente atualizado. As identificações foram realizadas com auxílio de chaves analíticas, consulta à literatura especializada (Marquete 1995;Loiola & Sales 1996;Linsingen et al 2009;Loiola 2009a;Loiola et al 2009;Stace 2010;Soares Neto et al 2014) ou por comparação de imagens das coleções-tipo, disponíveis online nos sítios dos herbários BM, BR, G, K, LE, M, MO, OXF, P, PRC, SP, SPSF, TCD, W e WIS ou espécimes previamente identificadas por especialistas nos acervos dos herbários EAC, UFRN e MOSS.…”
Section: Análise Morfológicaunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Este tratamento taxonômico baseou-se na análise comparativa de espécimes depositados nos herbários ASE, EAC, FUEL, HEPH, HST, HUEFS, IPA, JPB, MAC, MBM, MOSS, NY, UEC e UFRN, cujas siglas estão de acordo com Thiers, continuamente atualizado. As identificações foram realizadas com auxílio de chaves analíticas, consulta à literatura especializada (Marquete 1995;Loiola & Sales 1996;Linsingen et al 2009;Loiola 2009a;Loiola et al 2009;Stace 2010;Soares Neto et al 2014) ou por comparação de imagens das coleções-tipo, disponíveis online nos sítios dos herbários BM, BR, G, K, LE, M, MO, OXF, P, PRC, SP, SPSF, TCD, W e WIS ou espécimes previamente identificadas por especialistas nos acervos dos herbários EAC, UFRN e MOSS.…”
Section: Análise Morfológicaunclassified
“…Na Região Sudeste destacam-se os trabalhos de Marquete (1984Marquete ( , 1995, Marquete & Valente (1997) e ; na Região Norte, Marquete & Valente (2005); na Região Sul, Exell & Reitz (1967), Linsingen & Cervi (2008) e Linsingen et al (2009) e no Centro-Oeste, Marquete & Valente (1996. Para o Nordeste, destacam-se os estudos desenvolvidos por Loiola & Sales (1996) que registraram os representantes de Combretum ocorrentes em Pernambuco; Loiola et al (2009) que listaram as Combretaceae do estado da Paraíba; Marquete (2006) elaborou um checklist das Combretaceae da Região Nordeste reconhecendo a ocorrência de 25 espécies e cinco gêneros; Louzada (2013) descreveu as espécies de Combretaceae para a flora de Sergipe; Soares Neto et al (2014) e Ribeiro et al (no prelo) realizaram o levantamento florístico da família para os estados do Ceará e Pernambuco, respectivamente, reconhecendo 17 espécies e cinco gêneros para cada estado.…”
Section: Introductionunclassified
“…Seus representantes se caracterizam pelo hábito arbóreo, folhas simples e alternas, usualmente aglomeradas no ápice dos ramos e fl ores bissexuadas ou unissexuadas, apétalas. Os frutos são betulídeos, complanados ou arredondados, 2-5 alados ou angulosos (Marquete 1984, Stace 2010, Soares Neto et al 2014.…”
Section: Introductionunclassified
“…A distinção morfológica entre Terminalia e Buchenavia é evidenciada em diversos estudos recentes realizados, como os de Stace (2010), Soares Neto et al (2014 e Ribeiro et al (2017), com base em caracteres reprodutivos. De forma geral, Terminalia diferencia-se de Buchenavia por apresentar flores com lobos do cálice conspícuos (vs. lobos do cálice inconspícuos), fruto betulídeo seco (vs. fruto drupáceo carnoso), além da presença de alas nos frutos (vs. ausência de alas nos frutos).…”
Section: Introductionunclassified
“…Combretaceae abrange 14 gêneros e aproximadamente 500 espécies, distribuídas nos trópicos e subtrópicos (Maurin et al 2010;Stace 2010). Caracteriza-se pelo hábito arbóreo; tricomas lepidotos distintos nas porções vegetativas e reprodutivas; folhas simples, inteiras; flores tetrâmeras ou pentâmeras; ovário ínfero, exceto em Strephonema Hook f. e frutos indeiscentes, unispermados (Stace 2010;Soares Neto et al 2014). Engler & Diels (1900) (Exell & Stace 1966).…”
Section: Introductionunclassified