2010
DOI: 10.1590/s0104-026x2010000100012
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Feminismo, psicanálise, gênero: viagens e traduções

Abstract: ResumoA psicologia ocupou-se tradicionalmente com as questões das diferenças individuais, tendo inclusive constituído uma subárea -psicologia diferencial -para a qual as diferenças de sexo (como sempre foram tratadas) são fundamentais. No entanto, como costumamos ressaltar, a psicologia não esteve nas linhas de frente no movimento de construção do campo de estudos feministas e dos estudos de gênero. Pelo contrário, chegou ao campo, fundamentalmente interdisciplinar, quando ele já se consolidava em outras áreas… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1

Citation Types

0
0
0
1

Year Published

2014
2014
2020
2020

Publication Types

Select...
2

Relationship

0
2

Authors

Journals

citations
Cited by 2 publications
(1 citation statement)
references
References 7 publications
(2 reference statements)
0
0
0
1
Order By: Relevance
“…Apesar da crítica, essa corrente marcou fortemente a relação teórica entre psicanálise e feminismo no Brasil, por serem as primeiras traduções a aportarem no país. Ao longo da década de 1970 e 1980, época do início da organização do movimento feminista brasileiro e da incorporação desses estudos no ambiente acadêmico, foram -e ainda são -as autoras filiadas à tradição anglo-americana que mais se difundiram nas discussões brasileiras (Lago, 2010).…”
Section: A Querela Do Falo: Sujeição E Resistência Em Psicanáliseunclassified
“…Apesar da crítica, essa corrente marcou fortemente a relação teórica entre psicanálise e feminismo no Brasil, por serem as primeiras traduções a aportarem no país. Ao longo da década de 1970 e 1980, época do início da organização do movimento feminista brasileiro e da incorporação desses estudos no ambiente acadêmico, foram -e ainda são -as autoras filiadas à tradição anglo-americana que mais se difundiram nas discussões brasileiras (Lago, 2010).…”
Section: A Querela Do Falo: Sujeição E Resistência Em Psicanáliseunclassified