2006
DOI: 10.1590/s1413-99362006000100004
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Consórcios de bibliotecas no Brasil: um desafio à democratização do conhecimento

Abstract: Discute o impacto da globalização eletrônica e a função desempenhada pelos consórcios de bibliotecas no Brasil, como um elemento de democratização do acesso à informação. Analisa o mercado de publicações científicas e descreve os principais consórcios de bibliotecas latino-americanas em anos recentes. Foi feito estudo de caso de um consórcio de bibliotecas brasileiras o - ProBE, seus benefícios para as bibliotecas e a comunidade científica brasileira, e considerações de seu impacto na promoção de uma maior eqü… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1

Citation Types

0
0
0
2

Year Published

2007
2007
2018
2018

Publication Types

Select...
4
1

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 5 publications
(2 citation statements)
references
References 10 publications
(13 reference statements)
0
0
0
2
Order By: Relevance
“…O universo é formado pelas dissertações/teses defendidas no início de três décadas (1980, 1990 e 2000) A escolha dos anos a serem pesquisados se justifica pelo fato de ter sido em meados da década de 1980 a época em que se criaram os primeiros periódicos eletrônicos (STUMPF, 1996;ROWLEY, 2000;BIOJONE, 2003), de ter sido em torno da década de 1990 a sua disponibilização na rede (MARCONDES; GOMES, 1997;BIOJONE, 2003;CEDÓN, 2003) e de ter sido por volta da década de 2000 a sua concentração em sistemas de informação para melhor disseminá-los, por exemplo, os consórcios e portais (KRZYZANOWSKI; TARUHN, 1998;PAULA NETO, 2005;AMORIM;VERGUEIRO, 2006). A justificativa da escolha das dissertações/teses é, primeiramente, pelo fato de os pós-graduandos serem um dos grupos que mais utilizam os periódicos científicos no desenvolvimento de trabalhos de pesquisa nas universidades, uma vez que, segundo King e Tenopir (1998, p. 176 Em resumo, o objeto de estudo compreende a correlação entre dados bibliográficos das dissertações/teses e dados retirados de suas referências bibliográficas (títulos de periódicos citados e anos de publicação).…”
Section: Procedimentos Metodológicosunclassified
“…O universo é formado pelas dissertações/teses defendidas no início de três décadas (1980, 1990 e 2000) A escolha dos anos a serem pesquisados se justifica pelo fato de ter sido em meados da década de 1980 a época em que se criaram os primeiros periódicos eletrônicos (STUMPF, 1996;ROWLEY, 2000;BIOJONE, 2003), de ter sido em torno da década de 1990 a sua disponibilização na rede (MARCONDES; GOMES, 1997;BIOJONE, 2003;CEDÓN, 2003) e de ter sido por volta da década de 2000 a sua concentração em sistemas de informação para melhor disseminá-los, por exemplo, os consórcios e portais (KRZYZANOWSKI; TARUHN, 1998;PAULA NETO, 2005;AMORIM;VERGUEIRO, 2006). A justificativa da escolha das dissertações/teses é, primeiramente, pelo fato de os pós-graduandos serem um dos grupos que mais utilizam os periódicos científicos no desenvolvimento de trabalhos de pesquisa nas universidades, uma vez que, segundo King e Tenopir (1998, p. 176 Em resumo, o objeto de estudo compreende a correlação entre dados bibliográficos das dissertações/teses e dados retirados de suas referências bibliográficas (títulos de periódicos citados e anos de publicação).…”
Section: Procedimentos Metodológicosunclassified
“…Até 1999, a iniciativa sofreu com demoras no repasse das verbas por parte da CAPES para as instituições consorciadas e com outros percalços gerados por uma crise cambial. Porém, em meados de 2000, a massiva entrada dos periódicos científicos eletrônicos no mercado brasileiro e a criação de uma infra-estrutura tecnológica do órgão gerenciador permitiram a sua consolidação e ampliação (Amorim;Vergueiro, 2006). Na corrente data, o Portal oferece acesso a mais de 120 bases de dados de referências bibliográficas e resumos e ao texto completo de mais de 12 mil periódicos nacionais e internacionais, em todas as áreas do conhecimento.…”
Section: Introductionunclassified