2000
DOI: 10.1590/s0034-89102000000200006
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Comparação entre duas coortes de mães adolescentes em município do Sudeste do Brasil

Abstract: OBJETIVO: Comparar a prevalência de gravidez na adolescência e analisar variáveis sociobiológicas relacionadas ao binômio mãe-filho entre duas coortes de mães adolescentes de nascidos vivos em Ribeirão Preto (1978-1979 e 1994). MÉTODOS: Foram entrevistadas mães adolescentes logo após o parto, sendo 943 em 1978/79 e 499 em 1994, abrangendo nascidos vivos de parto único, de famílias residentes em Ribeirão Preto, SP. Foi utilizado o teste do qui-quadrado, com nível de significância de 0,05. RESULTADOS: O percentu… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
4
1

Citation Types

1
9
0
37

Year Published

2003
2003
2021
2021

Publication Types

Select...
5
1
1

Relationship

2
5

Authors

Journals

citations
Cited by 41 publications
(47 citation statements)
references
References 11 publications
(3 reference statements)
1
9
0
37
Order By: Relevance
“…1,3,13 No Brasil, contrariamente ao declínio da fecundidade total observado desde a década de 1960, a taxa específica de fecundidade no grupo de mulheres entre 15 e 19 anos aumentou de 75 para 87 filhos por mil mulheres, de 1965 a 1991. O aumento foi mais evidente nas áreas urbanas, onde a fecundidade passou de 54 para 80 por mil.…”
Section: Introductionunclassified
See 2 more Smart Citations
“…1,3,13 No Brasil, contrariamente ao declínio da fecundidade total observado desde a década de 1960, a taxa específica de fecundidade no grupo de mulheres entre 15 e 19 anos aumentou de 75 para 87 filhos por mil mulheres, de 1965 a 1991. O aumento foi mais evidente nas áreas urbanas, onde a fecundidade passou de 54 para 80 por mil.…”
Section: Introductionunclassified
“…** Em Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo, houve aumento importante da proporção de mães adolescentes, de 14,1%, em 1978-79, para 17,5%, em 1994. 13 Outras pesquisas no País confirmaram essa tendência. 5,7 A literatura tem demonstrado que as adolescentes grávidas são mais pobres, de mais baixa escolaridade, têm menor atenção durante o pré-natal, filhos com maiores taxas de baixo peso ao nascer e de mortalidades neonatal e infantil.…”
Section: Introductionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…No que diz respeito às idades dos sujeitos, sete estudos incluíram exclusivamente adolescentes entre 7 e 19 anos de idade [7][8][9][10][11][12][13][14][15][16][17][22][23][24]27 , e o restante teve as adolescentes como um subgrupo de uma amostra maior de mães adultas 4,9,16,[19][20]26 .…”
Section: Idade Dos Sujeitosunclassified
“…No Brasil, as famílias de adolescentes com fi lhos são uma grande preocupação [12][13][14] . No entanto, pelo que sabemos, não há estudos que resumam essa literatura sobre mulheres jovens que vivenciam a maternidade ou a gestação em abrigos temporários.…”
Section: Introductionunclassified