2009
DOI: 10.1590/s0104-59702009000500010
View full text |Buy / Rent full text
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Analisa o debate sobre a doença de Chagas, descoberta em 1909, em sua relação com a campanha pelo saneamento rural do Brasil (1916-1920). Argumenta que as bandeiras desse movimento estiveram diretamente referidas à definição e à legitimação dessa enfermidade como fato científico e problema social. A 'nova moléstia tropical', apresentada como emblema das endemia rurais, foi caracterizada como 'doença do Brasil', símbolo de um 'país doente'. A campanha sanitarista foi, por sua vez, elemento decisivo da polêmica … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1

Citation Types

0
5
0
4

Year Published

2011
2011
2022
2022

Publication Types

Select...
4
1

Relationship

1
4

Authors

Journals

citations
Cited by 19 publications
(9 citation statements)
references
References 12 publications
(9 reference statements)
0
5
0
4
Order By: Relevance
“…Como consequência dos estudos inovadores de Carlos Chagas sobre a tripanossomíase americana, o problema do bócio tornou-se um dos temas mais discutidos no âmbito da classe médica e da saúde pública nacional (KROPF, 2009). Nesse contexto, podemos indicar que, indiretamente, as correlações entre a Doença de Chagas e o quadro tireoidiano reforçaram no debate médico e social a importância dos temas endocrinológicos e das funções da tireoide, seja em seus https://periodicos.unifap.br/index.php/fronteiras quadros de hiper ou hipofunção glandular.…”
Section: Fronteiras and Debatesunclassified
“…Como consequência dos estudos inovadores de Carlos Chagas sobre a tripanossomíase americana, o problema do bócio tornou-se um dos temas mais discutidos no âmbito da classe médica e da saúde pública nacional (KROPF, 2009). Nesse contexto, podemos indicar que, indiretamente, as correlações entre a Doença de Chagas e o quadro tireoidiano reforçaram no debate médico e social a importância dos temas endocrinológicos e das funções da tireoide, seja em seus https://periodicos.unifap.br/index.php/fronteiras quadros de hiper ou hipofunção glandular.…”
Section: Fronteiras and Debatesunclassified
“…Para um apósto lo do sanea mento rural corno Belisá rio Penna , os males do Brasil não seria m deriv ados do clima nem da raça, mas do analf abeti smo e das doenç as que eram endêm icas, em razão do aband ono das popul ações rurais pelas elites políti cas encas telad as no litoral (Penna , 1918) aband ono result ante da prevalênc ia dos intere sses locais sobre os nacion ais sob a moldu ra do feder alism o da Consti tuição de 1891 (Hoch man, 2012) . Uma nova catego ria, a de endem ias rurais , foi organ izado ra desse debat e médico -polít ico desde sua formu lação por Carlos Chaga s, em 1910 (Kropf , 2009b ). Para o movim ento políti co pelo sanea mento do Brasil , a priori dade a partir de então seria m as enfer midad es dos sertõe s, as endemias rurais ou, na defini ção de Carlos Chaga s, as "doen ças do Brasil ", em partic ular & "trin dade maldit a": mal de Chaga s, malár ia e ancil ostom íase (Kropf , 200961 ).…”
Section: Not Asunclassified
“…Their objective was to assess the economic potential of rivers and to inventory the epidemiological and socioeconomic conditions in the Amazon and in Brazil's Northeast and Central-West. According to the physicians and scientists who took part in these voyages and expeditions-Oswaldo Cruz, Carlos Chagas, Arthur Neiva, and Belisário Penna, among others-the endemic diseases of the sertão were the biggest hindrance to the construction of Brazil's nationhood and the achievement of progress, thereby making sanitation campaigns and works an imperative (Castro-Santos, 1985, 1987Lima e Hochman, 1996;Hochman, 1998;Lima, 1999Lima, , 2009Kropf, 2009aKropf, , 2009bSá, 2009).…”
Section: The Telegraph and National Integrationmentioning
confidence: 99%