volume 10, issue 1, P31-43 1976
DOI: 10.1590/s0034-89101976000100003
View full text
|
|
Share

Abstract: Em dois focos de leishmaniose tegumentar do Estado de São Paulo, Brasil foram levadas a efeito observações destinadas a verificar o comportamento da fauna flebotomínica local. Os resultados evidenciaram a dominância de Psychodopygus intermedius e sua freqüência ao ambiente humano, representado pelo domicílio e peridomicílio. Tais aspectos, aliados aos fatos já conhecidos, permitem apontar essa espécie como transmissora e preconizar a aplicação domiciliar de inseticidas de poder residual como método profilático.

Expand abstract