2006
DOI: 10.1590/s0102-37722006000100002
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Triagem em saúde mental infantil

Abstract: Este estudo foi conduzido para comparar os resultados de um procedimento grupal aberto e um procedimento individual estruturado para avaliação do comportamento da criança conforme o relato materno. Participaram deste estudo 29 mães que buscavam atendimento para seus filhos em uma unidade de saúde mental infanto-juvenil. As primeiras 15 mães que procuraram o serviço foram entrevistadas individualmente conforme um roteiro estruturado desenvolvido a partir do CBCL e depois foram entrevistadas em grupo, em formato… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
2
0
10

Year Published

2011
2011
2016
2016

Publication Types

Select...
5
2

Relationship

1
6

Authors

Journals

citations
Cited by 13 publications
(12 citation statements)
references
References 24 publications
(29 reference statements)
0
2
0
10
Order By: Relevance
“…Tem sido um dos instrumentos mais utilizado para a avaliação da saúde mental de crianças e adolescentes no mundo (Gauy & Guimarães, 2006), com validação parcial em nosso país (Bordin, Mari & Caieiro, 1995);…”
Section: Instrumentosunclassified
“…Tem sido um dos instrumentos mais utilizado para a avaliação da saúde mental de crianças e adolescentes no mundo (Gauy & Guimarães, 2006), com validação parcial em nosso país (Bordin, Mari & Caieiro, 1995);…”
Section: Instrumentosunclassified
“…Alguns estudos brasileiros com foco na família têm sugerido que a pobreza, a residência em zona rural e a baixa escolaridade estão associados a menor conhecimento sobre o curso normal do desenvolvimento, e que estas variáveis podem mediar a relação estresse e psicopatologia na infância e adolescência (Assis et al, 2009;Gauy & Guimarães, 2006;Moura et al, 2004). Sabe-se também que pais ou cuidadores com doença mental, baixas habilidades sociais e estressados avaliam os fi lhos com mais problemas e utilizam práticas educativas predominantemente negativas, como humor inconsistente, negligência e punição física (Gomide et al, 2005).…”
Section: Fatores De Proteção E Fatores De Riscounclassified
“…Outros apontam, ainda, conflito entre as representações de saúde/doença entre usuários e profissionais e baixa eficácia das terapêuticas (Carvalho & Telles, 2001;Dimenstein, 2000;Gauy & Guimarães, 2006;Güntert et al, 2000;Salinas & Gorayeb, 2002).…”
unclassified