2004
DOI: 10.1590/s0102-69922004000100004
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Sociabilidade violenta: por uma interpretação da criminalidade contemporânea no Brasil urbano

Abstract: A violência se liberou de qualquer fundamento ideológico. Hans M. Enzensberger(…) o historiador de costumes obedece a leis mais duras do que as que regem o historiador de fatos; aquele deve tornar tudo provável, até o verdadeiro, ao passo que no domínio da história propriamente dita, o impossível é justificado pela razão de ter acontecido. Honoré de BalzacResumo: O ensaio analisa uma das formas de organização social das relações de força que são legal e administrativamente definidas como crime comum violento, … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
5
0
63

Year Published

2007
2007
2024
2024

Publication Types

Select...
8
1
1

Relationship

0
10

Authors

Journals

citations
Cited by 91 publications
(68 citation statements)
references
References 0 publications
0
5
0
63
Order By: Relevance
“…Os artigos organizados por Cabanes et al (2011), no livro Saídas de emergência, são um importante panorama das diversas alterações nos campos do trabalho, da violência, do associativismo, dos espaços públicos e privados e da religiosidade, entre outros, pelo qual passou a periferia de São Paulo nos últimos anos. No Rio de Janeiro, boa parte dos estudos urbanos em territórios precários se concentra na dinâmica das favelas (Valladares, 2005;Zaluar e Alvito, 2006;Silva, 2004), o que só tem se reforçado com a implantação das UPPs (Cunha e Mello, 2011;Fleury, 2012). Apesar da noção de periferia ser menos empregada, também há uma produção sobre essa temática em diversos campos: da cultura (cf.…”
Section: Notasunclassified
“…Os artigos organizados por Cabanes et al (2011), no livro Saídas de emergência, são um importante panorama das diversas alterações nos campos do trabalho, da violência, do associativismo, dos espaços públicos e privados e da religiosidade, entre outros, pelo qual passou a periferia de São Paulo nos últimos anos. No Rio de Janeiro, boa parte dos estudos urbanos em territórios precários se concentra na dinâmica das favelas (Valladares, 2005;Zaluar e Alvito, 2006;Silva, 2004), o que só tem se reforçado com a implantação das UPPs (Cunha e Mello, 2011;Fleury, 2012). Apesar da noção de periferia ser menos empregada, também há uma produção sobre essa temática em diversos campos: da cultura (cf.…”
Section: Notasunclassified
“…É reproduzida também uma cultura de medo, que torna privados os bens públicos e contribui para o individualismo e a segmentação, sobretudo entre as classes (DORNELES, 2003). Na visão dominante atual, segundo Silva (2004), a conduta criminosa é explicada pela anomia da justiça e as análises tendem a cair sobre o aparelho repressivo. Um problema fundamental de tal análise é o de que, a partir do momento em que o crime passa a ser fruto da ineficácia dos modelos de controle estatais, sua solução é encontrada exatamente na manutenção de tais mecanismos.…”
Section: -Neoliberalismo E Segurança Pública: Relações E Controvérsiaunclassified
“…Nesse sentido, Silva (2004) aponta que os padrões de sociabilidade convencionais, reguladas no âmbito do Estado, em determinados contextos e sob certas condições, perdem a validade e são substituídos por um complexo de prá-ticas estruturadas na relação de forças. Ao que parece, o uso da força como princípio de regulação das relações sociais convive com o modelo de sociabilidade regulada pelo Estado (ligado à legalidade e ao controle social).…”
Section: Considerações Finaisunclassified