2018
DOI: 10.33054/abem2018a4008
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Pequenos enredos nas Escolas Parque de Brasília: o que contam as crianças sobre a aula de música

Abstract: Este artigo é o resultado de uma pesquisa de mestrado concluída que buscou compreender, por meio das narrativas, como as crianças dos anos iniciais veem as aulas de música nas Escolas Parque de Brasília. Baseado nos estudos da Sociologia da Infância de Manoel Sarmento, a pesquisa utiliza os conceitos da criança como ator social e culturas da infância. A metodologia empregada consiste no método (auto)biográfico cujas fontes são as narrativas infantis. Como instrumento de coleta de informações, optamos pelas Rod… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1

Citation Types

0
0
0
3

Year Published

2020
2020
2020
2020

Publication Types

Select...
3

Relationship

0
3

Authors

Journals

citations
Cited by 3 publications
(3 citation statements)
references
References 1 publication
(1 reference statement)
0
0
0
3
Order By: Relevance
“…A respeito disso, Figueirôa (2017) evidencia o entrelaço entre as vidas de crianças e professores nas escolas-parque de Brasília e destaca quão significativas são as vivências nessas instituições, a ponto de inspirarem estudantes a se tornarem docentes nessas unidades. Marques (2016), em sua pesquisa (auto)biográfica com crianças das escolas-parque, revela que elas concebem o ensino de arte representado nas atividades musicais como um momento de liberdade, em que podem expressar seus entusiasmos e esperanças. Na visão das crianças, a escola é um parque de brincadeiras, tal como sugere o nome da instituição.…”
Section: O Ensino De Arte Como Mediador De Autoexpressão Liberdade unclassified
“…A respeito disso, Figueirôa (2017) evidencia o entrelaço entre as vidas de crianças e professores nas escolas-parque de Brasília e destaca quão significativas são as vivências nessas instituições, a ponto de inspirarem estudantes a se tornarem docentes nessas unidades. Marques (2016), em sua pesquisa (auto)biográfica com crianças das escolas-parque, revela que elas concebem o ensino de arte representado nas atividades musicais como um momento de liberdade, em que podem expressar seus entusiasmos e esperanças. Na visão das crianças, a escola é um parque de brincadeiras, tal como sugere o nome da instituição.…”
Section: O Ensino De Arte Como Mediador De Autoexpressão Liberdade unclassified
“…A música e o teatro também são expressões artísticas pelas quais evidenciamos manifestações que compõem a cultura corporal infantil e fizeram parte dos conteúdos e atividades desenvolvidas nas escolas-parque ao longo dos anos. As produções textuais de Costa (1996), Lemos (1998), Oliveira Filho (2001), Braga (2013, Bezerra (2014), Marques (2016), Araújo (2016) e Figueirôa (2017) exploram narrativas infantis e experiências docentes em relação ao estudo da música e teatro nessas instituições escolares.…”
Section: Quadrounclassified
“…A compreensão sobre como as crianças atribuem sentido e compartilham suas ideias musicais tem sido progressivamente valorizada na área de educação musical. Nesse tema, vem sendo utilizadas diferentes definições e abordagens, como significados da música (Anders, 2014), sentidos e significados (Rhoden, 2010), concepções de música (Ponso, 2010), narrativas das crianças (Marques, 2016;Abreu, 2018;Pedrini, 2013) e ideias de música (Beineke, 2009(Beineke, , 2011Brito, 2007Brito, , 2009Santos, 2006).…”
Section: Introductionunclassified