2008
DOI: 10.1590/s0011-52582008000100004
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Ocupações de terra, acampamentos e demandas ao Estado: uma análise em perspectiva comparada

Abstract: D esde os anos 1980, centenas de milhares de indivíduos têm ocupado terras no Brasil. Nelas montam acampamentos e passam a reivindicar sua redistribuição. Tais ocupações distinguem-se das que, ao longo da história do país, foram e ainda são feitas em áreas desocupadas por interessados em formar lavouras. Enquanto naquelas a entrada nas terras era diluída no tempo, agora elas são realizadas de uma só vez e em grupo, implicando a formação de um acampamento. Se antes as ocupações não necessariamente vinham acompa… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1
1

Citation Types

0
6
0
12

Year Published

2010
2010
2017
2017

Publication Types

Select...
7

Relationship

0
7

Authors

Journals

citations
Cited by 23 publications
(18 citation statements)
references
References 3 publications
(2 reference statements)
0
6
0
12
Order By: Relevance
“…For a socio-genesis of protest mechanisms employed by the MST, as well as its replication in several states of Brazil, see, for example,Fernandes (1996) andSigaud et al (2008) 4. The concept of heterodoxy comes from Bourdieu's (1991, 277) distinction of orthodox and heterodox discourses 5 Sigaud (2005).…”
mentioning
confidence: 99%
“…For a socio-genesis of protest mechanisms employed by the MST, as well as its replication in several states of Brazil, see, for example,Fernandes (1996) andSigaud et al (2008) 4. The concept of heterodoxy comes from Bourdieu's (1991, 277) distinction of orthodox and heterodox discourses 5 Sigaud (2005).…”
mentioning
confidence: 99%
“…Esta estrutura que agrega os sindicatos dos trabalhadores rurais de todo o estado tornou-se também num movimento de luta pela reforma agrária e goza de grande força política por toda a Zona da Mata devido à grande implementação dos sindicatos entre os trabalhadores da cana- de-açúcar (SIGAUD;ROSA;MACEDO, 2008). Sendo pouco comum que um assentamento mude de movimento que o apoia, esta situação torna-se interessante justamente pelo que manifesta.…”
Section: A Casa Na Parcelaunclassified
“…Por um lado, e reconhecendo que a ação dos movimentos de luta pela terra tem sido determinante na realização efetiva da reforma agrária no Brasil por parte do Estado (SIGAUD; ROSA; MACEDO, 2008), há que ter em conta que o título de propriedade da terra e, logo, a possibilidade de venda das parcelas não constam da pauta de ação política dos movimentos justamente por se considerar que as terras destinadas à reforma agrária devem ser protegidas das sucessivas pressões do mercado. Além do mais, esta situação poderia ser vantajosa para os assentados, uma vez que compete ao Incra, o órgão que tem a tutela dos assentamentos, a elaboração de políticas públicas dirigidas às necessidades específicas destas populações.…”
Section: A Sucessão Da Casaunclassified
“…Como afirma Sigaud (2005), "ocupar terras e nelas montar acampamentos tornou-se, nos últimos vinte anos, a forma apropriada para reivindicar a reforma agrária no Brasil" (p. 255). Assim, salienta-se que a forma acampamento é "uma linguagem, um modo de fazer afirmações por meio de atos, destinada a fundar pretensões à legitimidade" (Sigaud, Rosa, e Macedo, 2008).…”
Section: Contexto Das Mobilizaçõesunclassified