2017
DOI: 10.1590/010318138649254275971
| View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: RESUMOO presente artigo reflete acerca do ensino bilíngue para alunos indígenas em contexto multicultural, apresentando uma proposta como resultado de um levantamento bibliográfico em busca de fundamentos que possam subsidiar a elaboração de modelos de ensino bilíngue para indígenas nas regiões sul e sudeste do Pará. Com isso, chegamos à proposição de que a tríade composta pela Interculturalidade, Letramento e Alternância pode fundamentar a construção de modelos de ensino na conjuntura recortada. Partimos das … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1

Citation Types

0
0
0
1

Year Published

2021
2021
2021
2021

Publication Types

Select...
1

Relationship

0
1

Authors

Journals

citations
Cited by 1 publication
(1 citation statement)
references
References 4 publications
0
0
0
1
Order By: Relevance
“…Historicamente, no Brasil, desde a ocupação dos territórios e os projetos mercantilistas de exploração e dominação, predomina a imposição das línguas, consideradas de prestígio (LISBÔA, 2017), sobre as línguas e culturas indígenas. A partir do final do século XX, algumas mudanças ocorreram na política educacional destinada aos povos indígenas e, neste sentido, é necessário compreendermos os movimentos sociais e as lutas indígenas que possibilitaram, nas últimas décadas do século XX, o reconhecimento das línguas indígenas e seus usos em processos de alfabetização.…”
Section: Introductionunclassified
“…Historicamente, no Brasil, desde a ocupação dos territórios e os projetos mercantilistas de exploração e dominação, predomina a imposição das línguas, consideradas de prestígio (LISBÔA, 2017), sobre as línguas e culturas indígenas. A partir do final do século XX, algumas mudanças ocorreram na política educacional destinada aos povos indígenas e, neste sentido, é necessário compreendermos os movimentos sociais e as lutas indígenas que possibilitaram, nas últimas décadas do século XX, o reconhecimento das línguas indígenas e seus usos em processos de alfabetização.…”
Section: Introductionunclassified