2016
DOI: 10.5327/z1984-4840201626811
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Frequência de micronucleação e outras alterações nucleares em células da mucosa bucal de pacientes anêmicos

Abstract: RESUMOIntrodução: O Teste Citogenético do Micronúcleo é um biomarcador que fornece informações para avaliar lesões cromossômicas oriundas de ações genotóxicas. A frequência de micronúcleos pode ser mensurada em situações de exposição a ambiente e substâncias com alto poder genotóxico. Muitas anemias apresentam sua gênese na deficiência nutricional e têm como consequência o aumento das lesões no DNA, assim como estresse oxidativo elevado. Ácido fólico e vitamina B12 determinam maior instabilidade cromossômica, … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
2
1

Citation Types

0
0
0
8

Year Published

2019
2019
2022
2022

Publication Types

Select...
3
2

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 5 publications
(8 citation statements)
references
References 22 publications
(22 reference statements)
0
0
0
8
Order By: Relevance
“…A frequência de micronúcleos se mostrou elevada nos anêmicos no grupo do hospital, podendo ser por conta do estresse oxidativo, pois muitas anemias são por carências nutricionais ou outros fatores que poderiam influenciar, como doença crônica ou etiologia da anemia já existentes, causando lesões no DNA. (TOMAZ et al, 2016).…”
Section: Discussionunclassified
“…A frequência de micronúcleos se mostrou elevada nos anêmicos no grupo do hospital, podendo ser por conta do estresse oxidativo, pois muitas anemias são por carências nutricionais ou outros fatores que poderiam influenciar, como doença crônica ou etiologia da anemia já existentes, causando lesões no DNA. (TOMAZ et al, 2016).…”
Section: Discussionunclassified
“…As células diferenciadas, ao contrário, apresentam uma relação núcleo-citoplasma pequena, com formato arredondado e seu citoplasma assume uma coloração de menor intensidade. As células diferenciadas podem ser relacionadas à ocorrência de homeostase tecidual quando sua frequência é equivalente à das células basais (TOLBERT; SHY; ALLEN, 1992;THOMAS et al, 2009;ÇELIK et al, 2013;TOMAZ;FERRI;FILHO, 2016).…”
Section: Análise De Micronúcleos E Outras Anormalidades Nuclearesunclassified
“…Células com picnose foram caracterizadas como as que apresentaram um núcleo contraído, devido a elevada densidade de material nuclear, com coloração intensa, uniforme e diâmetro em torno de 1/2 a 1/3 do núcleo original. As células com cariólise foram consideradas as com ausência de núcleo, evidenciando uma imagem nuclear que não tem coloração Feulgen, indicando um estado avançado de necrose (THOMAS et al, 2009;ÇELIK et al, 2013;TOMAZ;FERRI;FILHO, 2016).…”
Section: Análise De Micronúcleos E Outras Anormalidades Nuclearesunclassified
“…Devido ao fato do mesmo ser de simples execução permite estabelecer correlação de múltiplos sistemas de células determinando uma avaliação biológica consistente. Os corpos nucleares tiveram sua primeira identificação por volta do final dos anos de 1800, mas só foi introduzido no campo de pesquisa a partir de 1970, onde o termo micronúcleo (MN) foi usado pela primeira vez (TOMAZ, 2016).…”
Section: Introductionunclassified
“…Os micronúcleos são rapidamente identificados, pois de acordo com descrições apresentadas pela maioria dos autores os mesmos surgem ainda no processo conhecido como meiose, sendo assim, podem variar de tamanhos e quantidade dependendo do grau e especificidade da alteração cromossômica. Segundo Tomaz (2016) o MN origina-se de um fragmento de cromátide ou de cromossomos inteiros, os quais não segregam durante a anáfase da mitose e tornam-se encapsulados por envoltório nuclear durante a telófase. Devido a agilidade e qualidade associado ao Teste de Micronúcleos como biomarcador, tornase um aliado no rastreamento e monitoramento dos agentes genotóxicos e/ou citotóxicos em pacientes com anemia falciforme.…”
Section: Introductionunclassified