2011
DOI: 10.5935/1678-9741.20110057
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Fisioterapia respiratória e sua aplicabilidade no período pré-operatório de cirurgia cardíaca

Abstract: ResumoProcedimentos cirúrgicos torácicos podem alterar a mecânica respiratória, repercutindo na função pulmonar. A presença de profissionais fisioterapeutas é fundamental no preparo e na reabilitação dos indivíduos que são submetidos à cirurgia cardíaca, visto que dispõem de um grande arsenal de técnicas. O objetivo foi verificar a efetividade de exercícios respiratórios, com e sem a utilização de dispositivos, e o treinamento muscular respiratório pré-cirurgia cardíaca na redução das complicações pulmonares p… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
3
1

Citation Types

0
1
1
3

Year Published

2014
2014
2019
2019

Publication Types

Select...
6

Relationship

0
6

Authors

Journals

citations
Cited by 7 publications
(5 citation statements)
references
References 44 publications
(42 reference statements)
0
1
1
3
Order By: Relevance
“…In a literature review 7 , it was found that the use of NIV in PO patients has a level II degree of recommendation. Fact that differs from another study 6 , and also from this one, in which was observed a 94% success rate.…”
Section: Discussioncontrasting
confidence: 49%
See 1 more Smart Citation
“…In a literature review 7 , it was found that the use of NIV in PO patients has a level II degree of recommendation. Fact that differs from another study 6 , and also from this one, in which was observed a 94% success rate.…”
Section: Discussioncontrasting
confidence: 49%
“…One of the ways to reduce these complications is the intervention of preoperative physical therapy, which includes inspiratory muscle training. Patients who receive this intervention present shorter hospitalization time in the myocardial revascularization PO 6,7 . Besides the preoperative stage, physical therapy aims at preventing and treating PO complications.…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%
“…Seguindo a mesma linha de pesquisa, Miranda et al [19] verificaram a aplicabilidade da fisioterapia respiratória no período pré-operatório de cirurgias cardíacas em cardiopatas congênitas. O estudo demonstra que a atuação fisioterapêutica pré-operatória reduziu significantemente os riscos de se desenvolver complicações pulmonares no pós-cirúrgico de crianças.…”
Section: Discussionunclassified
“…Da mesma forma, Arcencio et al [20], em outra revisão, compartilham do mesmo direcionamento de Felcar [12] e Miranda [19], os quais afirmam que o profissional de fisioterapia no período pré-operatório deve tranquilizar e orientar o paciente e a família sobre a cirurgia e o pós-operatório imediato e fornecer informações sobre a importância dos exercícios respiratórios e deambulação precoce a ser realizada, ou seja, a fisioterapia no período pré seria um momento de aproximação entre terapeuta, paciente e a família no caso de lactentes e crianças, de grande valor para sanar dúvidas e incertezas e garantir ao terapeuta melhor confiabilidade e aceitação do paciente e família com reabilitação. Ainda sobre o estudo de Arcencio et al [20], a fisioterapia no pós-operatório vai atuar diretamente nas complicações geradas pelo procedimento cirúrgico, especialmente nas subpopulações que apresentam maior risco de desenvolver complicações cardiorrespiratórias pós-operatórias, sendo empregada com o objetivo de reduzir o risco de complicações pulmonares, como a retenção de secreções pulmonares, atelectasias e pneumonia.…”
Section: Discussionunclassified
“…As orientações e práticas educativas iniciadas neste período favorecem o enfrentamento da cirurgia pelo paciente, permitindo a diminuição das taxas de complicações pós-operatórias e do tempo de internação hospitalar. Logo, agilizam a recuperação, possibilitando ao paciente o retorno mais rápido ao seu cotidiano habitual 26,27 . Neste estudo, a permanência do paciente no programa de reabilitação cardíaca é atribuída ao acesso facilitado à terapia medicamentosa e à realização de exames e consultas, assim como às oportunidades de interação, convivência e socialização em grupo.…”
unclassified