2019
DOI: 10.1590/15174522-0215121
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Doenças raras, drogas órfãs e as políticas para avaliação e incorporação de tecnologias nos sistemas de saúde

Abstract: Resumo O texto se propõe a discutir o problema das doenças raras e drogas órfãs no contexto da ciência e da prática médica, sobretudo no que se refere ao desenvolvimento tecnológico produzido nesse âmbito, e ao processo de avaliação e incorporação de tecnologias nos sistemas de saúde. Esses processos têm gerado impactos importantes sobre a teoria, prática e políticas da Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS). Desenvolveu-se um estudo teórico, baseado em revisão de literatura das áreas da Medicina, Sociologia … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1
1

Citation Types

0
2
0
6

Year Published

2021
2021
2024
2024

Publication Types

Select...
6
1

Relationship

2
5

Authors

Journals

citations
Cited by 10 publications
(8 citation statements)
references
References 52 publications
0
2
0
6
Order By: Relevance
“…Esse novo paradigma começa a ser delineado e discutido em nosso país no contexto das doenças raras e pode ser empregado na AC. 201,202 A sustentabilidade do sistema de saúde e a garantia de acesso ao tratamento de excelência aos pacientes com AC envolve, cada vez mais, o papel da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e dos seus departamentos científicos/ grupos de estudos. A SBC está promovendo debate sobre as boas práticas assistenciais em todas essas dimensões críticas para a construção de um sistema de saúde centrado nas necessidades do paciente e combatendo desperdícios.…”
Section: Opções Terapêuticas Na Insuficiência Cardíaca Avançadaunclassified
“…Esse novo paradigma começa a ser delineado e discutido em nosso país no contexto das doenças raras e pode ser empregado na AC. 201,202 A sustentabilidade do sistema de saúde e a garantia de acesso ao tratamento de excelência aos pacientes com AC envolve, cada vez mais, o papel da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e dos seus departamentos científicos/ grupos de estudos. A SBC está promovendo debate sobre as boas práticas assistenciais em todas essas dimensões críticas para a construção de um sistema de saúde centrado nas necessidades do paciente e combatendo desperdícios.…”
Section: Opções Terapêuticas Na Insuficiência Cardíaca Avançadaunclassified
“…Como se observou nas cinco agências de ATS incluídas neste trabalho, critérios diferenciados (utilizando princípios menos utilitaristas e considerando tanto a vulnerabilidade da população atingida quanto à posição da sociedade em relação a essa inclusão) e com definição de prioridades, pode ser a forma mais indicada para avaliar os medicamentos para doenças raras 8 e, assim, melhorar o acesso a medicamentos a essa população tão diferenciada. Além disso, alguns novos programas específicos para avaliar medicamentos para doenças raras vêm surgindo na Europa como tentativa de enfrentar o cenário desafiador de maior pressão política por mais transparência nos processos de ATS 26 , como o Patient and Clinician Engagement (PACE) Meeting e o programa de tomada de decisão do Scottish Medicines Consortium (SMC), o programa para tecnologia altamente especializada do National Institute for Health and Clinical Excellence (NICE) na Inglaterra e uma iniciativa europeia, o Mechanism of Coordinated Access (MoCA) 27 .…”
Section: Discussionunclassified
“…In conclusion, we characterized the medical genetics workforce currently active in Brazil, mapped the distribution of genetic diseases as defined by the Ministry of Health, at the municipality level across the country, and uncovered a picture of services in short supply, particularly in the northern regions, that will require serious improvement in the years to come. The country's progression towards PM, even though the advantages of this route require an appropriate debate that escapes the goals of this study 2,22 , if pursued, should be done by establishing strong foundations that give precedence to the wellbeing of all its inhabitants. RGD = rare genetic diseases HCS = hereditary cancer syndromes Top panel: registered MGs.…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%