2019
DOI: 10.17765/2176-9206.2019v12n3p591-599
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Correlação Entre Marcadores De Vulnerabilidade Social Frente Ao Uso Do Preservativo Por Trabalhadoras Sexuais

Abstract: Objetivou-se analisar a correlação entre os marcadores de vulnerabilidade social com o uso do preservativo entre trabalhadoras sexuais. Estudo quantitativo, inferencial e de corte transversal realizado com 138 mulheres no sertão produtivo da Bahia, em abril de 2017. Foi utilizado o software SPSS, versão 22.0, para a realização dos testes estatísticos r de correlação, p de Pearson e Teste-t student; adotou-se o nível de significância de 5%. O teste r apontou correlação do uso de preservativo entre as mulheres c… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1

Citation Types

0
3
0
16

Year Published

2020
2020
2022
2022

Publication Types

Select...
7

Relationship

1
6

Authors

Journals

citations
Cited by 9 publications
(19 citation statements)
references
References 21 publications
(39 reference statements)
0
3
0
16
Order By: Relevance
“…Estudo realizado com trabalhadoras sexuais relacionado à vulnerabilidade social e o uso de preservativo evidenciou que as mulheres negras, em sua maioria, vivem em periferias, estão expostas a preconceitos, segregação e são passíveis de agravos (Couto et al, 2019).…”
Section: Discussionunclassified
“…Estudo realizado com trabalhadoras sexuais relacionado à vulnerabilidade social e o uso de preservativo evidenciou que as mulheres negras, em sua maioria, vivem em periferias, estão expostas a preconceitos, segregação e são passíveis de agravos (Couto et al, 2019).…”
Section: Discussionunclassified
“…Em estudo realizado em Guanambi-BA, verificou-se que o tempo de serviço se tornou um agravante para o uso do preservativo entre as mulheres profissionais do sexo, indicando que há correlação entre quanto mais tempo na profissão, menor é o uso da camisinha (Couto et al, 2019).…”
Section: 'A Saúde Está Em Primeiro Lugar E O Dinheiro é Só Um Complemunclassified
“…(4) However, these workers object the way society inserts them into these vulnerable groups, because most of them protect themselves, care for themselves and prevent STIs. (5) What they claim is the protection of the State, recognition of the profession, guarantee of labor rights, security and protection against various types of violence, as well as respect for the service offered, and the less stigma and prejudice. (1)(2)(3) The situations of vulnerability lived and experienced by them, due to neglect on the part of the State, make it difficult for health professionals to recognize sexuality and sexual health in all their contexts as a human need.…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%
“…( 4 ) However, these workers object the way society inserts them into these vulnerable groups, because most of them protect themselves, care for themselves and prevent STIs. ( 5 ) What they claim is the protection of the State, recognition of the profession, guarantee of labor rights, security and protection against various types of violence, as well as respect for the service offered, and the less stigma and prejudice. ( 1 - 3 )…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%