2002
DOI: 10.1590/s0102-05362002000200014
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Concentração de sacarose no enraizamento in vitro de morangueiro

Abstract: O morangueiro é uma espécie de propagação vegetativa, o que explica a disseminação de doenças, quando utiliza-se plantas infestadas. Uma forma de eliminar as viroses é através da cultura de meristemas. Uma das etapas mais delicadas do processo de micropropagação é a transferência das mudas para condições ex vitro. Para garantir sucesso durante a aclimatização, faz-se necessário otimizar todas as fases do cultivo. Entre essas, encontra-se a etapa de enraizamento. Esse trabalho foi realizado nos Laboratórios da … Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1

Citation Types

0
4
0
11

Year Published

2004
2004
2021
2021

Publication Types

Select...
9

Relationship

0
9

Authors

Journals

citations
Cited by 21 publications
(15 citation statements)
references
References 11 publications
(1 reference statement)
0
4
0
11
Order By: Relevance
“…Em consequência, as folhas têm capacidade de permanecer mais tempo na planta (CALVETE et al, 2002). O aumento na concentração de sacarose do meio de 3% para 5% promoveu aumento de massa em folhas de rosa micropropagadas sob condições heterotrotóficas ou mixotróficas (CAPELLADES et al,1991).…”
Section: Folhas (Nf)unclassified
“…Em consequência, as folhas têm capacidade de permanecer mais tempo na planta (CALVETE et al, 2002). O aumento na concentração de sacarose do meio de 3% para 5% promoveu aumento de massa em folhas de rosa micropropagadas sob condições heterotrotóficas ou mixotróficas (CAPELLADES et al,1991).…”
Section: Folhas (Nf)unclassified
“…COLLINS & DIXON (1992) Quanto à variável massa de matéria seca da parte aérea, as plântulas apresentaram resposta cúbica, com maior produção estimada em 16g L -1 de sacarose (Figura 2F). CALVETE et al (2002), NICOLOSO et al (2003) e SKREBSKY et al (2004 também descreveram o efeito positivo da sacarose na produção de massa de matéria seca em outras culturas.…”
Section: Resultsunclassified
“…No cultivo in vitro, as plantas perdem parcialmente o autotrofismo e, consequentemente, necessitam de uma fonte exógena de carboidratos; a melhor fonte e concentração de carboidrato (carbono reduzido) dependem principalmente da espécie vegetal e da fase do processo de micropropagação (NICOLOSO et al, 2003). Vários autores têm relatado o efeito positivo da sacarose no cultivo in vitro de várias espécies (CALVETE et al, 2002;FRÁGUAS et al, 2003;NICOLOSO et al, 2003;FARIA et al, 2004;SKREBSKY et al, 2004;MOREIRA et al, 2007;SORACE et al, 2008;RIBEIRO et al, 2009). No entanto, YAMADA & SATO (1978) comentam que, embora a sacarose seja essencial ao crescimento das culturas in vitro, o seu excesso pode ser prejudicial, pois inibe a síntese de clorofila, reduzindo a capacidade fotossintética das culturas.…”
Section: Introductionunclassified
“…é uma herbácea perene cultivada como anual que pertence à família Rosaceae. É uma cultura muito suscetível a doenças viróticas e a microrganismos, como fungos e bactérias e, através da propagação por via vegetativa, utilizando estolões de plantas infestadas, ocorre a disseminação de doenças (CALVETE et al, 2002 No que diz respeito ao número de subcultivos, para o morangueiro, é recomendado que sejam realizadas apenas cinco ciclos de subcultivos com intervalos de 20-30 dias (OLIVEIRA et al, 2005), embora na Europa sejam toleradas até 10 etapas de multiplicação, não sendo aconselhável ultrapassar este valor (EPPO, 2008). Em plantas de Fragaria, com o aumento do número de subcultivos, podem ocorrer variações nas características fenotípicas, como altura e vigor das plantas, tamanho e formato de frutos (DEBERGH & READ, 1991).…”
Section: Introductionunclassified