2005
DOI: 10.11606/issn.2447-8997.teresa.2005.116627
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Brás Cubas em três versões

Abstract: A crítica tem estudado em três registros o bizarro narrador das Memórias póstumas de Brás Cubas: (1) segundo uma leitura formalizante, o defunto autor desenvolve o modelo da “forma livre” de Sterne; (2) a leitura cognitiva e existencial centra-se na figura do humorista melancólico; (3) a leitura sociológica está centrada no tipo social de Brás e no contexto ideológico do Brasil Império. Cada registro capta um perfil do narrador, mas nenhuma interpretação é,per se, suficiente para compreender a densidade do olh… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
1
1
1

Citation Types

0
0
0
5

Year Published

2019
2019
2021
2021

Publication Types

Select...
5

Relationship

0
5

Authors

Journals

citations
Cited by 9 publications
(5 citation statements)
references
References 0 publications
0
0
0
5
Order By: Relevance
“…A partir da perspectiva do conflito do homem versus o mundo, empreendeu-se a tese da mulher, seus próprios caminhos e condições sociais versus o casamento. Amparando as discussões acerca da obra estudada, os estudos de Barbosa (1989), Bosi (2006Bosi ( e 2017, Zolin (1994), como outros autores, foram consultados.…”
Section: Materials E Métodos Ou Metodologia (Ou Equivalente)unclassified
“…A partir da perspectiva do conflito do homem versus o mundo, empreendeu-se a tese da mulher, seus próprios caminhos e condições sociais versus o casamento. Amparando as discussões acerca da obra estudada, os estudos de Barbosa (1989), Bosi (2006Bosi ( e 2017, Zolin (1994), como outros autores, foram consultados.…”
Section: Materials E Métodos Ou Metodologia (Ou Equivalente)unclassified
“…Para as primeiras considerações vermiculares sobre o jurista, a ironia e o riso em Memórias póstumas de Brás Cubas, é logo necessário traçar rápidas observações gerais a respeito de Machado de Assis. No entanto, "Machado não se apresenta, degusta-se", dirá Cristiana Jacquemin (2011, p. 9), apresentando livro sobre Machado, razão pela qual não serão examinadas a fundo aspectos de sua vida e obra, algo extensivamente já feito por importantes autores, mais estudiosos, qualificados e dedicados, tais como Alfredo Bosi (2003;2006), Marcos Bagno (2003), Lucia Miguel Pereira (1988), Raymundo Faoro (2001 e…”
Section: Primeiras Consideraçõesunclassified
“…Machado de Assis, na obra estudada, mostra a figura feminina pelas lentes de seu século, entretanto, fornece o retrato de mulheres que têm vontades e desejos. Para os estudos machadianos foram utilizados os estudos de Barbosa (1989), Bosi (2006;2017) e Zolin (1994) entre outros. Como suporte para os conceitos da tragicidade recorremos a Vernant (1999), Pereira (2009) e Most (2001).…”
Section: Introductionunclassified