2003
DOI: 10.1590/s0104-11692003000200003
| View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

Abstract: Este estudo teve como objetivo avaliar os elementos da mecânica respiratória, de indivíduos obesos no que se refere á força muscular respiratória, através das medidas de Pressão Respiratória Máxima (PImáx e PEmáx) e, da mobilidade tóraco abdominal, através da Amplitude Tóraco-Abdominal nos níveis: axilar (AAx), xifoidiano (AXf) e abdominal (AAb). Avaliaram-se 29 indivíduos obesos com média de idade de 43 ± 13 anos, divididos em dois grupos: Grupo Experimental (E) e Grupo Controle (C), através das medidas da PI… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
2
1

Citation Types

1
16
0
33

Year Published

2005
2005
2020
2020

Publication Types

Select...
7
1

Relationship

0
8

Authors

Journals

citations
Cited by 41 publications
(50 citation statements)
references
References 8 publications
1
16
0
33
Order By: Relevance
“…A mesma mudança respiratória também foi observada em um estudo realizado por Costa et al (11) com 29 indivíduos obesos submetidos a uma avaliação da força muscular respiratória e de amplitudes torácicas após período de reeducação funcional respiratória. Após 18 sessões, observou-se mudança no padrão respiratório em decorrência, provavelmente, da adaptação da respiração diafragmática.…”
Section: Discussionunclassified
See 2 more Smart Citations
“…A mesma mudança respiratória também foi observada em um estudo realizado por Costa et al (11) com 29 indivíduos obesos submetidos a uma avaliação da força muscular respiratória e de amplitudes torácicas após período de reeducação funcional respiratória. Após 18 sessões, observou-se mudança no padrão respiratório em decorrência, provavelmente, da adaptação da respiração diafragmática.…”
Section: Discussionunclassified
“…A determinação da cirtometria torácico-abdominal foi por trena da marca Sanny Ind.-Brasil, com a voluntária na posição ortostática, tomando-se as circunferências nas região das axilas, do processo xifoide e da cicatriz umbilical, com solicitação de inspiração máxima ao nível da capacidade pulmonar total e expiração máxima até o volume residual (11).…”
Section: [R]unclassified
See 1 more Smart Citation
“…This overload can cause an increase in the activity of respiratory muscles and causes the training effect and, in the long term, may increase respiratory muscle strength. 5,7,8 One of the ways of evaluating respiratory muscle strength is by measuring the maximum respiratory pressure pro-duced during maximum inspirations and expirations, thus characterizing the strength of the inspiratory and expiratory muscles. 9 Based on the values obtained by measuring the maximum respiratory pressures, it is possible to calculate predicted values of normality through mathematical equations.…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%
“…This technique is considered a valid measure for analyzing the dimensions and widths of thoracic and abdominal movements 20 . Although seldom referred to in the literature, this measuring technique is widely used in clinical physical therapy practice to evaluate abdominal and thoracic mobility during respiratory movements 22 . The results of the cyrtometry for the thoracoabdominal mobility of both groups, 15 and 30 days postoperative, demonstrated significant differences between the three moments of evaluation and the three evaluated areas (axillary, xiphoid and abdominal), which indicates a significant increase in the thoracoabdominal mobility of the CRP+TEDS group.…”
Section: Discussionmentioning
confidence: 99%