2020
DOI: 10.18617/liinc.v16i2.5317
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

A Pós-verdade em tempos de Covid 19: o negacionismo no discurso de Jair Bolsonaro no Instagram

Abstract: A presente pesquisa tem como objetivo analisar o discurso do presidente Jair Bolsonaro, no Instagram, sobre o Covid-19, na perspectiva da pós-verdade. Dessa forma, este artigo traz um debate acerca do descrédito da ciência e do uso da desinformação em um momento importante como o da pandemia do novo coronavírus. A análise traz como recorte temporal o período do início da contaminação no Brasil, que vai do mês de março ao mês de abril de 2020. Por meio da análise de conteúdo, pode-se classificar o corpus public… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
1
1

Citation Types

0
1
0
3

Year Published

2021
2021
2023
2023

Publication Types

Select...
6

Relationship

0
6

Authors

Journals

citations
Cited by 8 publications
(4 citation statements)
references
References 6 publications
0
1
0
3
Order By: Relevance
“…Durante a pandemia, inúmeras manifestações de negacionismo e de desinformação têm sido noticiadas na mídia e permeiam os diferentes meios de comunicação e, por consequência, afetam a população, contrariando órgãos competentes como a OMS e o próprio Ministério da Saúde (ARRUDA, 2021). O presidente brasileiro mostrou-se contrário às instituições tradicionais, especialmente a imprensa e a ciência, que, naquele momento, disseminavam informações a respeito de formas de prevenção e riscos de contágio (FERNANDES et al, 2020). No mesmo período em que foi divulgada a notícia sobre a primeira pessoa vacinada no Brasil, a rede bolsonarista, que consiste, segundo Ratier (2020)…”
Section: Apresentação E Discussão Dos Resultadosunclassified
“…Durante a pandemia, inúmeras manifestações de negacionismo e de desinformação têm sido noticiadas na mídia e permeiam os diferentes meios de comunicação e, por consequência, afetam a população, contrariando órgãos competentes como a OMS e o próprio Ministério da Saúde (ARRUDA, 2021). O presidente brasileiro mostrou-se contrário às instituições tradicionais, especialmente a imprensa e a ciência, que, naquele momento, disseminavam informações a respeito de formas de prevenção e riscos de contágio (FERNANDES et al, 2020). No mesmo período em que foi divulgada a notícia sobre a primeira pessoa vacinada no Brasil, a rede bolsonarista, que consiste, segundo Ratier (2020)…”
Section: Apresentação E Discussão Dos Resultadosunclassified
“…Os dados da FIOCRUZ corroboram com o estudo realizado por Barcelos e colaboradores (81) pertinentes aos meios de divulgação de Fake News sobre a Covid-19, no qual identificaram formas de vídeos, mensagens de textos e imagens através do aplicativo de comunicação WhatsApp (30,4%) e Facebook (21%) como principais fontes de replicação de notícias falsas (82).…”
Section: Resposta Populacional: Evolução De Pesquisas Online E Vendas De Fármacos Durante O Primeiro Ano Do Surtounclassified
“…Bolsonaro’s stance towards COVID-19 (including his refusal to follow the World Health Organization’s guidelines, his lack of support for social distancing and other protective measures, and his advocacy for hydroxychloroquine as treatment for COVID-19) led to unprecedented pressure on the country’s Ministry of Health [ 22 , 24 ]. The polarization between the president and the Ministry of Health led to the firing and resignation of two ministers during the pandemic period (finally replaced with an army general with little medical experience), creating political instability and confusion about COVID-19 among the population [ 22 , 24 , 25 ]. This is particularly worrisome in countries such as Brazil where the sociopolitical context is already characterized by a generalized lack of trust in public institutions and authority figures due to a long history of corruption [ 10 ].…”
Section: Introductionmentioning
confidence: 99%