2019
DOI: 10.24220/2318-0897v27n2a3855
|View full text |Cite
|
Sign up to set email alerts
|

A atenção do enfermeiro ao paciente em cuidado paliativo

Abstract: A Organização Mundial de Saúde define cuidados paliativos como a linha de tratamento que tem por objetivo ofertar qualidade de vida para o paciente fora de possibilidades terapêuticas de cura. Tal linha de cuidado depende de uma equipe qualificada para ofertar excelência como resultado final. O enfermeiro possui papel fundamental em todo o processo. Sendo assim, é necessário que este profissional possua um amplo conhecimento sobre sua atuação. O objetivo geral do presente estudo foi de conhecer a produção cien… Show more

Help me understand this report

Search citation statements

Order By: Relevance

Paper Sections

Select...
2
2
1

Citation Types

0
11
0
23

Year Published

2020
2020
2023
2023

Publication Types

Select...
7

Relationship

0
7

Authors

Journals

citations
Cited by 32 publications
(34 citation statements)
references
References 20 publications
0
11
0
23
Order By: Relevance
“…Em menor proporção, ainda considerando as experiências, os acadêmicos expuseram compreensão primária sobre a integralidade do cuidar com dignidade dos sofrimentos finais da vida em relação à finitude. Porém, ambas as percepções desses acadêmicos sobre cuidados paliativos estiveram pautadas na terminalidade e morte, mas não no conforto e na qualidade de vida, princípios fundamentais da abordagem paliativa e que devem estar atrelados à assistência interdisciplinar para sanar as diversas demandas apresentadas pelo paciente (10) .…”
Section: Discussionunclassified
See 1 more Smart Citation
“…Em menor proporção, ainda considerando as experiências, os acadêmicos expuseram compreensão primária sobre a integralidade do cuidar com dignidade dos sofrimentos finais da vida em relação à finitude. Porém, ambas as percepções desses acadêmicos sobre cuidados paliativos estiveram pautadas na terminalidade e morte, mas não no conforto e na qualidade de vida, princípios fundamentais da abordagem paliativa e que devem estar atrelados à assistência interdisciplinar para sanar as diversas demandas apresentadas pelo paciente (10) .…”
Section: Discussionunclassified
“…O cuidado paliativo induz dentre os princípios propostos que versam sobre promoção do alívio de dor e sintomas desagradáveis, afirmar a vida e considerar a morte como processo natural, integrar aspectos psicológicos e espirituais ao cuidado, abordar o cuidado de maneira multiprofissional. Destes, o compreender dos mistérios da vida e da morte, envoltos ao cuidar do outro, no aspecto humanitário e digno até a concretude final, motiva uma experiência humana tanto para quem é cuidado como para quem cuida, no caso do profissional de enfermagem (5,10,14) .…”
Section: Discussionunclassified
“…14 O enfermeiro, ao se deparar com a morte iminente passa a evitar o contato verbal com o paciente, prejudicando sua assistência integral, bem como, cita a boa comunicação como processo de criação de vínculo entre seus pacientes e familiares, norteando a questão da autonomia, tomada de decisão no transcorrer da terapia, promovendo morte natural. [15][16] Observou-se no estudo, que as experiências de final de vida vivenciadas pelos enfermeiros são, em sua totalidade, muito difíceis no início da profissão devido não estarem habituados e amadurecidos para lidar com tais circunstâncias. No entanto, mesmo enfermeiros com maior tempo de atuação e experiência profissional relatam se sensibilizar, comover, entristecer e frustrar, em se tratando de pacientes jovens, dos quais se espera que tenham grande perspectiva de vida pela frente.…”
Section: Discussão Impotência Dos Enfermeiros Frente a Finitude De Vidaunclassified
“…The survey of scientific researches that makes up this study points to the convergence of reviews that highlight the prevalence 9-14 and treatment modalities. 11,[14][15][16][17][18] It appears that its occurrence is constant, and often dramatic, being considered a medical emergency due to the strong physical, psychological, and social impact that results from it.…”
Section: Prevalence Of Pain and Treatment Modalities In Patients In Pmentioning
confidence: 99%
“…In this regard, the application of the knowledge promoted by the competence of each professional joins the greater objective of adding resources in the management of pain. In a study addressing pain control 15 , four investigations (40%) were identified, emphasizing that the relief of suffering contributes to a better quality of life and that this statement does not depend on the patient's longevity. In this same context, another study emphasizes that health professionals who care for cancer patients, especially in the advanced stage of the disease, in which the pain is often unbearable, need to implement the immediate promotion of relief of this symptom, due to the intense discomfort physical and psychological that this picture represents.…”
Section: Prevalence Of Pain and Treatment Modalities In Patients In Pmentioning
confidence: 99%