volume 27, issue 95, P523-539 2006
DOI: 10.1590/s0101-73302006000200010
View full text
|
Sign up to set email alerts
|
Share

Abstract: RESUMO:Este artigo procura rediscutir a crítica platônica à poesia de Homero, sustentando a tese de que tal debate é mais pertinente à filosofia da educação do que à teoria da arte, ao contrário do que por vezes se supõe. O afrontamento de Platão à tradição educativa da poesia, tão solidamente instalada na cultura grega, justifica-se acima de tudo pelas exigências inerentes à educação da alma, tal como a concebe o autor. Desse modo, em lugar de uma "teoria platônica da arte", parece mais pertinente falar numa…

Expand abstract