2019
DOI: 10.1590/1982-0275201936e180010
View full text
|
|
Share

Abstract: Resumo O presente estudo teve como objetivo conhecer os significados atribuídos às teorias da conspiração em amostra brasileira. Participaram 383 estudantes universitários (54,6% mulheres; Midade = 21,9) de uma instituição pública de João Pessoa, Paraíba, que responderam a perguntas demográficas e a duas questões abertas (O que você entende por teorias da conspiração? O que lhe vem à cabeça quando você pensa em teorias da conspiração?). A partir da análise de Classificação Hierárquica Descendente, identificara…

Expand abstract